Busca avançada

EFEITO DA REDUÇÃO DA FUNÇÃO COLINÉRGICA NA MECÂNICA PULMONAR e NA HISTOPATOLOGIA PULMONAR EM MODELO EXPERIMENTAL DE INFLAMAÇÃO AGUDA INDUZIDA POR INSTILAÇÃO DE LPS EM CAMUNDONGOS GENETICAMENTE MODIFICADOS

Processo: 10/13363-6
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de março de 2012
Vigência (Término): 31 de agosto de 2013
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Fisiologia - Fisiologia de Órgãos e Sistemas
Pesquisador responsável:Carla Máximo Prado
Beneficiário:
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Assunto(s):Sistema respiratório

Resumo

A lesão pulmonar aguda (LPA) é caracterizada por inflamação pulmonar extensa, recrutamento de polimorfonucleares e liberação de mediadores pró-inflamatórios. É uma condição grave que evolui com óbito em aproximadamente 40% dos casos. A despeito de diversos estudos que elucidaram a fisiopatologia da LPA, o tratamento ainda é insatisfatório. Recentemente o sistema colinérgico antiinflamatório foi descrito no pulmão e está relacionado a um reflexo via nervo vago que inibe a liberação de citocinas inflamatórias por estimulação de receptores nicotínicos. Objetivo: Avaliar os efeitos da hipofunção colinérgica nas alterações funcionais e histopatológicas pulmonares induzidas por instilação de lipopolissacarides (LPS). Metodologia: Serão utilizados camundongos macho geneticamente modificados apresentando uma redução da expressão da proteína VAChT , o que se associa à diminuição na liberação de acetilcolina. Estes animais serão divididos, de acordo com sua genotipagem, em heterozigoto (HET), homozigoto (HOM) e selvagem (WT) e receberão instilação intranasal de LPS 24 horas antes do protocolo experimental. Serão avaliados: mecânica do sistema respiratório; inflamação pulmonar por intermédio do lavado broncoalveolar e da resposta macrofágica e neutrofílica no tecido pulmonar; o remodelamento da matriz extracelular, avaliando o conteúdo de fibras colágenas e elásticas; a expressão de TNF-alfa e o estresse oxidativo por intermédio da quantificação do conteúdo do isoprostano PGF2. Todos os parâmetros histopatológicos serão quantificados por técnica morfométrica. Será ainda realizado Western Blot no tecido pulmonar para detecção de TNF-alfa e IL-8. Para confirmar a importância do sistema colinérgico nesta resposta, um grupo de animais homozigoto+LPS será tratado por 15 dias com inibidor da acetilcolinesterase. A análise estatística será realizada por meio do programa SigmaStat. Frente aos dados da literatura da importância do sistema colinérgico na resposta inflamatória, e aos dados preliminares de nosso grupo de pesquisa, espera-se que os animais homozigotos apresentem piora da resposta inflamatória induzida por LPS confirmando a participação do sistema colinérgico antiinflamatório neste processo. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Receptor de nicotina pode ser alvo para tratamento de inflamação pulmonar