Busca avançada
Ano de início
Entree

O paradoxo da pobreza: estudo sobre os impactos do desenvolvimento no hábito alimentar das comunidades do sítio histórico Kalunga (GO)

Processo: 11/08686-3
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado Direto
Vigência (Início): 01 de agosto de 2011
Vigência (Término): 31 de março de 2014
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Ecologia - Ecologia Aplicada
Pesquisador responsável:Maria Elisa de Paula Eduardo Garavello
Beneficiário:Rodrigo de Jesus Silva
Instituição-sede: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba, SP, Brasil
Assunto(s):Pobreza   Hábitos alimentares   Quilombos   Goiás

Resumo

Este projeto objetiva avaliar os impactos do desenvolvimento sobre as comunidades remanescentes de quilombo Kalunga - localizadas no nordeste do estado de Goiás - através da transformação do hábito alimentar tradicional local. Ao relativizar o conceito de pobreza no contexto das populações tradicionais isoladas, considera-se que, apesar dos seus baixos índices de desenvolvimento, tais povos podem apresentar um intricado arranjo cultural local que os predispõem a uma alimentação mais diversificada e saudável, comparativamente àquelas mais próximas ao meio urbano. Mas o desenvolvimento calcado no processo de globalização mundial e industrialização crescente têm substituído as produções locais saudáveis por produtos processados de fácil acesso - os chamados itens de supermercado - transformando o hábito alimentar nos Kalunga. A partir disso, assume-se que, em uma conjuntura de isolamento historicamente estabelecido, é importante que a pobreza seja avaliada em termos de aspectos culturais locais, assumindo-se ser esta privação das capacidades básicas, e não apenas identificada como baixa renda. Com enfoque tanto descritivo quanto analítico este estudo visa entender a relação entre desenvolvimento e transformação cultural em comunidades tradicionais isoladas, investigando, principalmente, as possíveis transformações do hábito alimentar local devido ao aumento da urbanização, da renda, do maior acesso à economia de mercado, etc. Para tanto, serão empregadas avaliações quantitativas e qualitativas. As quantitativas serão realizadas através da análise isotópica de unhas coletadas nos Kalunga e através do cálculo dos indicadores de desenvolvimento desagregados por comunidade. Já as qualitativas serão aplicadas no sentido de contrapor os dados isotópicos àqueles obtidos a partir de depoimentos da população local, e observação em campo. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Dieta da população brasileira está cada vez mais padronizada 

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
RODRIGO DE JESUS SILVA. Impactos do desenvolvimento em comunidades tradicionais: transição agroalimentar e ajustes adaptativos. 2014. Tese de Doutorado - Universidade de São Paulo (USP). Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz Piracicaba.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.