Busca avançada

Em casa de ferreiro pior apeiro: trajetórias dos oficiais do ferro (Vila Rica, 1750-1795)

Processo: 10/03705-7
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Mestrado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2010
Vigência (Término): 31 de julho de 2012
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História do Brasil
Pesquisador responsável:Silvia Hunold Lara
Beneficiário:
Instituição-sede : Instituto de Filosofia e Ciências Humanas (IFCH). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:06/57297-1 - Trabalhadores no Brasil: identidades, direitos e política (séculos XVII a XX), AP.TEM
Assunto(s):Serralheiros   Minas Gerais

Resumo

Essa pesquisa surgiu do desenvolvimento da Iniciação Científica sobre a Arte da Cantaria no decorrer da Estrada Real, com financiamento da Fundação de Amparo a Pesquisa de Minas Gerais (FAPEMIG). Os principais temas abordados durante a iniciação científica foram: ofícios mecânicos, técnicas construtivas setecentistas e história urbana das Vilas e Cidades mineiras.O presente projeto objetiva compreender as trajetórias de oficiais que tinham suas lides relacionadas ao trabalho com o ferro, que atuaram junto a edificações como residências, obras públicas e eclesiásticas e na fabricação de ferramentas, que subsidiaram outras atividades e ofícios, na Vila Rica da segunda metade do século XVIII. Essa delimitação temporal refere-se ao período em que intensas atividades construtivas estavam em pauta no centro político da Capitania mineira, assim como ocorria um reconhecimento por parte da Coroa de uma transformação de ferro cada vez mais preponderante. Os oficiais do ferro, de condições sociais diversas, estavam envolvidos em outros construtos, que são questões da pesquisa: aspectos históricos da técnica da ferraria e das relações sociais, familiares e políticas estabelecidas em seus cotidianos. Quadro que será apreendido valendo-se dos pressupostos teóricos da micro-história na análise, principalmente de inventários post-mortem, testamentos e registros camarários sobre os ofícios mecânicos. As propostas apresentadas por esse projeto relacionam a construção do espaço da região de Vila Rica com as estratégias esboçadas por um grupo social importante - o dos trabalhadores do ferro, majoritariamente urbanos - que engendra estratégias de distinção social e ascensão econômica no estabelecimento de solidariedades importantes para a compreensão da representatividade dos trabalhadores mecânicos no poder local. A formação de hierarquias entre os diferentes ofícios mecânicos e entre oficiais de um mesmo ofício esboça, da mesma forma, relações de poder significativas do universo do trabalho manual e, por conseguinte, da sociedade mineira. (AU)

Publicações acadêmicas
(Referências obtidas automaticamente das Instituições de Ensino e Pesquisa do Estado de São Paulo)
CRISLAYNE GLOSS MARÃO ALFAGALI. Em casa de ferreiro pior apeiro : os artesãos do ferro em Vila Rica e Mariana no século XVIII. 2012. Dissertação de Mestrado - Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Instituto de Filosofia e Ciências Humanas.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.