Busca avançada

Análise espectral das variações de longo termo do brilho de η Carinae

Processo: 05/00190-8
Linha de fomento:Bolsas no Brasil - Doutorado
Vigência (Início): 01 de agosto de 2005
Vigência (Término): 31 de julho de 2009
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Astronomia - Astrofísica Estelar
Pesquisador responsável:Augusto Damineli Neto
Beneficiário:
Instituição-sede : Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Assunto(s):Estrelas   Formação de estrelas

Resumo

A maior parte dos elementos químicos pesados encontrados no meio interestelar é sintetizado no interior de estrelas massivas. No entanto, os parâmetros que controlam a evolução destas estrelas ainda não são muito bem conhecidos. Nem mesmo o número de estrelas de alta massa que podem ser produzidas em um ambiente de formação estelar é conhecido. Entretanto, esta questão pode ser resolvida com o estudo de super-aglomerados estelares que podem ter sua população completamente resolvida até massas da ordem da massa solar. Esses super-aglomerados oferecem a oportunidade ímpar de se estudar a evolução de estrelas massivas comparando as trajetórias evolutivas de uma população coesa, com composição química uniforme e outros parâmetros bem determinados (e.g.: distâncias, avermelhamento, etc.). Neste projeto, pretendemos estudar os super-aglomerados jovens que se localizam em nossa vizinhança, como Arches, Quintupleto e Westerlund 1. Realizaremos a fotometria destes reconhecidamente super-aglomerados nas bandas BVRIJHK e espectroscopia no infravermelho próximo. Faremos também a síntese espectral utilizando programas como CMFGEN e TLUSTY. Nossos pedidos de tempo já foram aceitos no SOAR e no Observatório Pico dos Dias-LNA e as observações serão feitas durante Junho/Julho deste ano e a classificação espectral dos candidatos a membro da sequência principal será feita nos dois anos seguintes (2006/2007). (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre a bolsa:
Astrônomos desvendam o “coração” da Eta Carinae 
Astrônomos observam pela primeira vez as entranhas de uma estrela 

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
TEODORO, M.; DAMINELI, A.; ARIAS, J. I.; DE ARAUJO, F. X.; BARBA, R. H.; CORCORAN, M. F.; BORGES FERNANDES, M.; FERNANDEZ-LAJUS, E.; FRAGA, L.; GAMEN, R. C.; GONZALEZ, J. F.; GROH, J. H.; MARSHALL, J. L.; MCGREGOR, P. J.; MORRELL, N.; NICHOLLS, D. C.; PARKIN, E. R.; PEREIRA, C. B.; PHILLIPS, M. M.; SOLIVELLA, G. R.; STEINER, J. E.; STRITZINGER, M.; THOMPSON, I.; TORRES, C. A. O.; TORRES, M. A. P.; ZEVALLOS HERENCIA, M. I. He II lambda 4686 IN eta CARINAE: COLLAPSE OF THE WIND-WIND COLLISION REGION DURING PERIASTRON PASSAGE. ASTROPHYSICAL JOURNAL, v. 746, n. 1 FEB 10 2012. Citações Web of Science: 20.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.