Busca avançada
Ano de início
Entree
Conteúdo relacionado

Pathos: Aristotle on emotions

Processo: 17/50285-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de fevereiro de 2018 - 31 de janeiro de 2020
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Filosofia - História da Filosofia
Convênio/Acordo: CNRS
Pesquisador responsável:Marco Antônio de Ávila Zingano
Beneficiário:Marco Antônio de Ávila Zingano
Pesq. responsável no exterior: Cristina Viano
Instituição no exterior: Université Paris-Sorbonne (Paris 4), França
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Assunto(s):Aristóteles  Emoções  Projetos SPRINT 

Resumo

O presente projeto de pesquisa tem como objeto a doutrina aristotélica das emoções. Ele não visa somente a esclarecer o modo como Aristóteles compreende este fenômeno psicológico, mas também a estudar em profundidade o sistema aristotélico e, deste modo, examinar de modo mais detalhado a apropriação contemporânea da filosofia aristotélica segundo as diferentes perspectivas das doutrinas que reivindicam um aporte neo-aristotélico. O estudo das emoções será feito segundo três eixos principais: o hilemorfismo (de anima, metafísica), o papel causal das cognições no interior das emoções (éticas) e a potência da persuasão para a aceitação de teses (retórica). Estes três eixos convergem de modo exemplar na definição que Aristóteles fornece da cólera. O estudo desta emoção tem uma posição privilegiada neste projeto, pois ela goza de uma função paradigmática na psicologia aristotélica. (AU)