Busca avançada
Ano de início
Entree

Câncer infantil no estado de São Paulo: análise dos fatores de risco perinatais, reprodutivos e ambientais

Processo: 17/03812-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Temático
Vigência: 01 de novembro de 2017 - 31 de outubro de 2022
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Saúde Coletiva - Epidemiologia
Convênio/Acordo: Fundação Seade
Pesquisador responsável:Karina de Cássia Braga Ribeiro
Beneficiário:Karina de Cássia Braga Ribeiro
Instituição-sede: Faculdade de Ciências Médicas da Santa Casa de São Paulo (FCMSCSP). Fundação Arnaldo Vieira de Carvalho. São Paulo, SP, Brasil
Pesq. associados: Carolina Terra de Moraes Luizaga ; Célia Beatriz Gianotti Antoneli ; José Eduardo Levi ; José Eluf Neto
Assunto(s):Histologia  Etiologia  Câncer infantil  Neoplasias  Carcinoma  Fatores de risco  Saúde pública 

Resumo

O Câncer é uma doença rara na infância. Nos países desenvolvidos, apenas cerca de 0,5% de todos os casos ocorrem em crianças com menos de 15 anos de idade. Ao contrário do que se observa nos adultos, os Tumores Epiteliais (Carcinomas) são raros em crianças e, nesta faixa etária, os tumores sólidos são predominantemente embrionários. Por isso, é mais apropriado classificar os Cânceres infantis de acordo com a histologia. Embora os Cânceres infantis sejam raros, as pesquisas nesta área podem ter um grande impacto na Saúde Pública, especialmente no ganho potencial de anos ou qualidade de vida. Todavia, pouco se sabe sobre a etiologia dos Cânceres infantis e, deste modo, há uma escassez de ações de prevenção primária. Além disso, no Brasil, é quase inexistente a pesquisa nesta área, apesar da alta incidência de alguns destes tumores no nosso país. O presente projeto tem como objetivos: investigar os fatores de risco maternos e perinatais para o desenvolvimento de Câncer (Leucemias e tumores embrionários não-SNC) em crianças (5 anos de idade); investigar o papel do citomegalovírus no desenvolvimento de LLA na infância; investigar o papel dos poluentes ambientais no desenvolvimento de LLA na infância. Para tal objetivo, será realizado um estudo caso-controle, que será desencadeado a partir do linkage do banco de dados do registro hospitalar de Câncer do estado de São Paulo (casos) com o banco de dados sobre nascimentos da Fundação SEADE (controles). Após as análises estatísticas apropriadas, espera-se que os resultados obtidos, incluindo novos achados e a confirmação de alguns resultados já descritos na literatura, que a informação produzida possa ser disseminada e transformada em benefício para a população afetada. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.