Busca avançada

Rede multidisciplinar internacional para caracterização de aspectos microbiológicos e da história natural de Infecções Fúngicas Invasivas (IFI) por espécies do gênero Candida

Processo: 17/02203-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Temático
Vigência: 01 de novembro de 2017 - 31 de outubro de 2022
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Pesquisador responsável:Arnaldo Lopes Colombo
Beneficiário:
Instituição-sede: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo, SP, Brasil
Pesq. associados:Analy Salles de Azevedo Melo ; Jacques Franciscus Meis ; João Nóbrega de Almeida Júnior ; Marcio Luiz Moore Nucci
Assunto(s):Candidemia  Micologia 

Resumo

Infecções de Corrente Sanguínea (ICSs) por Candida spp. representam hoje um problema de saúde pública em todo o mundo, em particular no Brasil, onde ao lado de alta incidência esta complicação infecciosa apresenta taxas de mortalidade global da ordem de 50 a 70%. Ampliar o conhecimento de aspectos relacionados à epidemiologia e patogênese destas infecções, incluindo aquelas causadas por patógenos emergentes, é etapa fundamental para estabelecermos estratégias mais eficientes para o diagnóstico, controle e tratamento de Candidemia. Neste contexto, estabelecemos uma rede multidisciplinar e internacional de investigadores para estudar os seguintes aspectos: 1) epidemiologia das infecções de corrente sanguínea por Candida em centros médicos do Brasil e América Latina; 2) avaliação da ocorrência de disseminação clonal de cepas de espécies prevalentes de Candida em amostras de hemocultivo obtidas de pacientes internados em hospitais terciários do Brasil e Espanha; 3) epidemiologia das infecções invasivas por espécies crípticas de Candida e desenvolvimento de estratégias para sua identificação; 4) mecanismos de virulência e patogenicidade expressos por cepas de C. albicans ao longo de episódios de Candidemia persistente; 5) prevalência de resistência de Candida spp. a antifúngicos e mecanismos moleculares envolvidos. Utilizaremos dados clínicos, epidemiológicos e microbiológicos de mais de 2.000 episódios de Fungemia coletados ao longo de estudos de colaboração envolvendo 21 centros médicos no Brasil e América Latina. A identificação de espécies de Candida envolverá técnicas de sequenciamento da região ITS de rDNA, obtendo-se ainda a análise do perfil proteico por técnica de MALDI-TOF MS. A tipagem molecular para caracterização de disseminação clonal de cepas de Candida no ambiente hospitalar será feita por técnica de microssatélites ou AFLP (Amplified Fragment Length Polymorphism), na dependência das espécies envolvidas. O perfil genômico e transcriptômico de isolados de C. albicans obtidos de episódios de Fungemia persistente será analisado para caracterização de fatores de virulência. A triagem de cepas resistentes a antifúngicos será realizada por ensaios de microdiluição em caldo (CLSI), sendo que isolados com valores de CIMs acima do ECV (valor de cutoff epidemiológico) serão investigados em relação a presença de mutações nos genes ERG11, FKS1 e FKS2, expressão de bombas de efluxo e instabilidade genética em genes reparadores de mutações, na dependência do padrão de resistência encontrado. Ao final, esperamos consolidar nossa rede de colaboração com centros de pesquisa no Brasil e no exterior, trabalhando em conjunto com 8 pesquisadores de 3 diferentes continentes para esclarecer aspectos relevantes da história natural de infecções causadas por diferentes espécies de Candida, validar novas estratégias diagnósticas e ampliar o conhecimento sobre mecanismos envolvidos na patogênese de episódios de Candidemia persistente e sobre os mecanismos moleculares de resistência destes agentes a diferentes antifúngicos. (AU)