Busca avançada

Governança ambiental da macrometrópole paulista face à variabilidade climática

Processo: 15/03804-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Programa de Pesquisa sobre Mudanças Climáticas Globais - Temático
Vigência: 01 de junho de 2017 - 31 de maio de 2022
Área do conhecimento:Interdisciplinar
Pesquisador responsável:Pedro Roberto Jacobi
Beneficiário:
Instituição-sede: Instituto de Energia e Ambiente (IEE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesq. associados:Alexander Turra ; Alexandre do Nascimento Souza ; Alexandre Toshiro Igari ; Ana Paula Fracalanza ; Celio Bermann ; Claudia Regina dos Santos ; Denise de La Corte Bacci ; Edmilson Dias de Freitas ; Evandro Mateus Moretto ; Gina Rizpah Besen ; Humberto Prates da Fonseca Alves ; Jeroen Johannes Klink ; Juliana Cassano Cibim ; Klaus Frey ; Leandro Belini ; Leandro Luiz Giatti ; Luciana Rodrigues Fagnoni Costa Travassos ; Mariana Abrantes Giannotti ; Mariana Gutierres Arteiro da Paz ; Patricia Fernanda do Pinho ; Paulo Antonio de Almeida Sinisgalli ; Pedro Luiz Côrtes ; Renata de Souza Leão Martins ; Renata Ferraz de Toledo ; Rodrigo Constante Martins ; Samia Nascimento Sulaiman ; Sandra Irene Momm Schult ; Sidnei Raimundo ; Silvana Audra Cutolo ; Silvana Maria Zioni ; Solange S Silva Sánchez ; Tatiana Gomes Rotondaro ; Tercio Ambrizzi ; Vanessa Lucena Empinotti ; Vânia Maria Nunes dos Santos ; Wilson Cabral de Sousa Junior
Assunto(s):Mudança climática 

Resumo

Em um contexto fortemente marcado por mudanças climáticas globais, incertezas e com fortes tendências de alterações nas dinâmicas de regime hídrico, torna-se premente a necessidade de avançar no conhecimento e inovação associados à adoção de práticas de gestão da água e implementação de governança ambiental, com ênfase na vulnerabilidade hídrica face à variabilidade climática, numa perspectiva integrada, descentralizada e interdependente. Colocam-se novos desafios para abordar o tema da governança ambiental e suas interfaces com a governança da água, energia e segurança alimentar em uma escala que transcende a Região Metropolitana de São Paulo (RMSP), cuja denominação mais difundida é Macrometrópole Paulista. O presente projeto tem como objetivo, analisar de forma interdisciplinar, por meio de 5 subprojetos no contexto da Macrometrópole Paulista, o conjunto de processos que devem compor uma agenda de atuação e de integração das diferentes interfaces da governança ambiental associados à água e seus diversos usos. Visa, portanto compreender e analisar os impactos dos processos amplos de degradação ambiental e incremento da vulnerabilidade macrometropolitana, bem como, propor uma agenda inovadora de atuação e de integração das diferentes interfaces da governança ambiental num quadro de variabilidade climática. (AU)