Busca avançada

Ambiente lúdico adaptativo como ferramenta para proporcionar treinamento cognitivo ao público senescente

Processo: 16/01009-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de novembro de 2016 - 30 de setembro de 2017
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Ciência da Computação - Sistemas de Computação
Pesquisador responsável:Leandro Agostini do Amaral
Beneficiário:
Empresa:Aptor Consultoria e Desenvolvimento de Software Ltda. - ME
Município: São Carlos
Pesq. associados:Marcos Hortes Nisihara Chagas ; Paula Costa Castro ; Renata Pontin de Mattos Fortes ; Thiago Jabur Bittar
Bolsa(s) vinculada(s):17/07826-2 - Avaliação de teste neurocognitivo digital para idosos, BP.TT
17/02447-3 - Avaliação de teste neurocognitivo digital para idosos, BP.TT
17/00935-0 - Desenvolvimento e aprimoramento da experiência de usuário e imersão dos mini-jogos adaptativos, baseados em treinos e testes cognitivos, BP.TT
16/23486-4 - Protótipos de minigames voltados ao público senescente para integrarem à plataforma de jogos digitais, BP.TT
16/23886-2 - Ambiente lúdico adaptativo como ferramenta para proporcionar treinamento cognitivo ao público, BP.PIPE
Assunto(s):Jogos eletrônicos  Interação usuário-computador  Usabilidade de software  Acessibilidade  Desenvolvimento cognitivo  Desenvolvimento motor  Envelhecimento da população  Idosos 

Resumo

A população idosa no Brasil, assim como em outros países, está em franco processo de crescimento. Dados do IBGE em 2014 mostraram que o número de pessoas idosas deverá triplicar durante os próximos 20 anos. Pesquisas sobre o desenvolvimento cognitivo e motor dessa população têm recebido importante destaque, visto que transformações nesses aspectos são usualmente esperadas durante o processo de envelhecimento. Estudos sugerem que jogos digitais têm demonstrado desdobramentos positivos no que se refere à cognição, ao convívio social e à qualidade de vida dos idosos. Porém, jogos digitais têm sido desenvolvidos especialmente para a população jovem, mais habituada com interações digitais e com mais habilidades para aprendizagem rápida das estratégias utilizadas em tais jogos. Assim, adequar as expectativas de idosos a fim de obter sua aceitação aos jogos digitais como instrumento de inclusão social permanece um desafio na área. Pesquisas que buscam solucionar tal desafio possuem potencial para a melhoria da qualidade de vida de grande parte dos idosos no Brasil. Portanto, a proposta deste projeto é desenvolver uma plataforma de jogos digitais visando o público senescente, em especial para a população brasileira. O desenvolvimento do portal seguirá o processo de Desenvolvimento Centrado no Usuário (UCD - do inglês User Centered Design). A metodologia de desenvolvimento escolhida deverá fortalecer o desenvolvimento de jogos acessíveis e usáveis ao público senescente. Com isso, entende-se que a qualidade dos jogos propostos será impulsionada juntamente com a experiência do usuário. Adicionalmente, este projeto deverá desenvolver jogos adaptáveis que impulsionem a evolução natural das habilidades dos idosos segundo técnicas de avaliação cognitivas. Serão aplicados testes adaptativos informatizados identificando, de modo incremental, as melhores estratégias de jogos para apoiar a qualidade de vida de idosos (em relação às funções motoras, cognitivas e sociais), considerando grupos similares e ferramentas estatísticas para validação da pesquisa. (AU)