Busca avançada
Ano de início
Entree

O que o RAP diz e a escola contradiz: um estudo sobre a arte de rua e a formação da juventude na periferia de São Paulo

Processo: 16/06256-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Publicações científicas - Livros no Brasil
Vigência: 01 de julho de 2016 - 30 de junho de 2017
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Antropologia - Antropologia das Populações Afro-brasileiras
Pesquisador responsável:Monica Guimaraes Teixeira Do Amaral
Beneficiário:Monica Guimaraes Teixeira Do Amaral
Instituição-sede: Faculdade de Educação (FE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil

Resumo

Trata-se de uma versão ampliada da tese de livre-docência (2010), tendo como base nossas pesquisas em escolas públicas de São Paulo, que têm apontado a importância da escuta e de um olhar, atentos à diversidade étnica e cultural dos alunos, necessária à renovação da educação pública. São reflexões oriundas da experiência de docência compartilhada e de formação da juventude em outras unidades escolares, que ampliaram o escopo de nossos estudos das culturas jovens em direção ao seu enraizamento na história e cultura dos afrodescendentes e indígenas do país. Experiências fundamentais para a reelaboração do significado e importância da pesquisa inicial e posterior atualização apresentada neste livro. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Livro conta história da autoafirmação cultural de jovens das periferias