Busca avançada
Ano de início
Entree

Validação de biópsias e amplificação do DNA de embriões de bovinos produzidos in vitro para análise genômica global

Processo: 14/50616-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de março de 2015 - 30 de novembro de 2015
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Medicina Veterinária - Reprodução Animal
Pesquisador responsável:Andréa Cristina Basso
Beneficiário:Andréa Cristina Basso
Empresa:In Vitro Brasil Ltda
Município: Mogi Mirim
Bolsa(s) vinculada(s):15/14046-8 - Validação de biópsias e amplificação do DNA de embriões de bovinos produzidos in vitro para análise genômica global, BP.TT
15/05463-4 - Validação de biópsias e amplificação do DNA de embriões de bovinos produzidos in vitro para análise genômica global, BP.TT
Assunto(s):Biópsia  Bovinos  Técnicas de genotipagem  Reação em cadeia por polimerase (PCR) 

Resumo

Os produtores de gado estão continuamente buscando maneiras de aumentar o número de animais geneticamente superiores, e ao mesmo tempo reduzir os custos de produção. Uma maneira de atingir estes objetivos é através da utilização de novas ferramentas biotecnológicas. Um dos mais influentes avanços biotecnológicos na indústria bovina tem sido a produção in vitro de embriões. A técnica aumentou muito o número de animais de importância genética. No entanto, a seleção de fêmeas e machos para a produção destes embriões baseia-se principalmente em testes de pedigree e não garantem que o bezerro produzido terá as características desejáveis. A situação ideal seria testar geneticamente esses embriões para características de importância econômica antes da transferência. Esse tipo de teste é referido como diagnóstico genético pré-implantacional. Esta técnica envolve a remoção de algumas células do embrião na fase de mórula ou blastocisto. Estas células são utilizadas para análise genética, enquanto o embrião é congelado ou colocado de volta em cultivo. Os embriões são então selecionados para transferência a receptoras, baseando-se nos resultados da análise genética. Esta tecnologia é comumente usada na FIV em humanos nos casos onde o casal é suspeito de ser portador de uma mutação genética que pode ser prejudicial para a sobrevivência e desenvolvimento do embrião. Em bovinos, a PGD tem sido limitada a determinação do sexo antes da transferência de embriões. No entanto, com o avanço das técnicas de análises moleculares, agora é possível realizar a triagem genética para várias características. Uma limitação importante desta técnica em bovinos, para análise global do genoma (WGA, do inglês "whole genome analysis"), é atingir o equilíbrio entre o número de células que podem ser removidas, sem comprometer o desenvolvimento do embrião, e ao mesmo tempo garantir a quantidade suficiente de DNA para as técnicas de WGA. Com o desenvolvimento de técnicas moleculares como a amplificação de DNA, que aumenta a quantidade de DNA de picogramas para microgramas, estas limitações podem ser superadas. Até a presente data, análises de PGD/WGA não estão comercialmente disponíveis em bovinos. O projeto proposto tem por objetivos: 1) avaliar e determinar qual kit comercial de amplificação de DNA funciona melhor para as células obtidas por biópsia de embriões bovinos, 2) determinar o número ideal de células necessárias para a amplificação do DNA, garantindo a sobrevivência embrionária pós-biópsia e criopreservação, e 3) avaliar a taxa de recuperação, a taxa de sobrevivência após vitrificação e as taxas de prenhez de embriões de bovinos que foram biopsiados para avaliação cie SNPs. Os resultados deste projeto permitirão que a ln Vitro Brasil desenvolva um novo serviço a ser oferecido para os nossos clientes, permitindo a seleção e transferência de embriões geneticamente superiores para finalmente contribuir para o aumento na produção de carne e leite no Brasil. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Revista Pesquisa FAPESP sobre o auxílio:
Referência mundial em produção