Busca avançada

Contribuições químicas à astrobiologia

Processo: 14/25528-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisador Visitante - Internacional
Vigência: 28 de fevereiro de 2015 - 06 de março de 2015
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química - Físico-química
Pesquisador responsável:Dalva Lucia Araujo de Faria
Beneficiário:
Pesquisador visitante: Howell Gwynne Mort Edwards
Inst. do pesquisador visitante: University of Bradford, Inglaterra
Instituição-sede: Instituto de Química (IQ). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:12/13119-3 - Espectroscopia vibracional em fases condensadas, AP.TEM
Assunto(s):Espectroscopia Raman  Exobiologia  Espectroscopia 

Resumo

A visita do Prof. Edwards insere-se no contexto da astrobiologia, uma linha de pesquisa inovadora, que tem atraído um interesse crescente da comunidade acadêmica pela sua relevância e oportunidade, mas que no Brasil não tem ainda um envolvimento expressivo de pesquisadores da área de química, o que aponta para a necessidade de incentivar essa participação. Astrobiologia é um ramo multidisciplinar da ciência, que estuda a origem, evolução, distribuição e futuro da vida no universo. Dentro da astrobiologia, a química prebiótica estuda a evolução química, isto é, como partir de moléculas simples podem-se obter moléculas mais complexas, e como essa evolução culminou no surgimento da vida. Estudos experimentais conduzidos na área de química prebiótica tentam reproduzir os ambientes existentes na Terra primitiva, ou seja, de aproximadamente 3.5-3.9 bilhões de anos atrás, período no qual a maioria das evidências aponta para o aparecimento das primeiras formas de vida. Há uma série de trabalhos que já vem sendo desenvolvidos em colaboração com o referido pesquisador e cujo andamento e conclusão dependem de discussão detalhada que acontecerá durante sua visita. Entre esses trabalhos estão aqueles decorrentes de dois intercâmbios de alunos realizados no âmbito do programa Ciência sem Fronteira (Otávio Mendes Gil e Isabela Sodré). Além disso, há um projeto de doutoramento, um de mestrado e um de iniciação científica, cujas temáticas são a astrobiologia. Disso decorre que há necessidade de planejamento de diretrizes para colaborações nos próximos anos, o qual dependerá de discussões detalhadas sobre interesses mútuos de pesquisa e possibilidades de intercâmbio de alunos. Dentre as atividades programadas estão ainda um seminário departamental em tema ainda a ser definido com o Prof. Edwards e um workshop sobre astrobiologia, o qual oportunamente será uma celebração ao Ano Internacional da Luz (e técnicas relacionadas), promovido pela UNESCO. A programação reserva também horários para discussões com pesquisadores de outros grupos de investigação que tenham interesse em usufruir da experiência do Prof. Edwards em astrobiologia e temas afins. (AU)