Busca avançada
Ano de início
Entree
Conteúdo relacionado

Significado climático dos dados de registros isotópicos de espeleotemas e de experimentos com modelos climáticos

Processo: 12/06452-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisador Visitante - Internacional
Vigência: 03 de agosto de 2014 - 03 de setembro de 2014
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geologia
Pesquisador responsável:Francisco William da Cruz Junior
Beneficiário:Francisco William da Cruz Junior
Pesquisador visitante: Mathias Vuille
Inst. do pesquisador visitante: University at Albany, State University of New York, Estados Unidos
Instituição-sede: Instituto de Geociências (IGC). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Assunto(s):Paleoclimatologia  Espeleotemas  Isótopos estáveis  América do Sul 

Resumo

A visita do Prof. Vuille ao Instituto de Geociências será muito importante tanto para desenvolvimento de projetos de pesquisa coordenados pelo Prof. Cruz e colaboradores em diversas áreas no Brasil e na América do Sul, quanto para formação de alunos de pós-graduação e auxílio na supervisão de pós-doutorandos. O professor Vuille estará também engajado no curso de pós-graduação em paleoclimatologia oferecido coordenado pelo professor Cruz e colegas no Instituto de geociências da USP, no qual ele estará contribuindo com aulas de modelamento do clima, variabilidade climática, mudanças climáticas, entre outros tópicos interrelacionados. O assunto a ser abordado é de interesse maior de uma ampla gama de pesquisadores e estudantes vinculados a programas de pós-graduação nos diferentes institutos da USP, cuja pesquisa envolve relações com mudanças climáticas no presente e no passado. Em relação à pesquisa, pretende-se analisar novos dados de registros de espeleotemas em diferentes escalas de tempo, que varia desde interanual até milenar, abrangendo todo Holoceno, com objetivo de documentar e interpretar os controles climáticos sobre a variabilidade dos isótopos estáveis em espeleotemas. Com o emprego de novos tipos de simulações disponíveis (GISS ModelE-R e outros SWING - Stable Water Isotope iNtercomparison Group - participants), nós pretendemos documentar onde e como os arquivos paleoclimáticos registram os modos de variabilidade climática relacionados com mudanças no ciclo hidrológico devido à atividade das monções e como essas variações climáticas em alta frequência estão relacionadas com variações em baixa frequência que seguem forçantes orbitais. No presente projeto, Prof. Vuille irá participar dos estudos de calibração dos dados de espeleotemas em relação as mudanças no climáticas, que tem como objetivo aumentar a confiabilidade das interpretações paleoclimáticas e paleoambientais dos registros isotópicos e geoquímicos de espeleotemas. O estudo envolve monitoramento sistemático de parâmetros climáticos, ambientais, hidroquímicos e isotópico em áreas de cavernas já em andamento em três áreas no Brasil situadas nos estados de Minas Gerais, Goiás e Mato Grosso do Sul que está interrelacionando com o projeto (FAPESP grants n° 2011/50394, and 2012/01187-4) sob a coordenação do Profs. Cruz e Ivo Karmann. Também haverá participação dele em pesquisa realizada no norte do Peru e nordeste da Colômbia, o último vem sendo realizado em cooperação com pesquisadores do Institut de Recherche Pour le Développement, França. As áreas de estudo no território brasileiro estão concentradas ao longo da Zona de Convergência do Atlântico Sul, considerada o componente climático mais importante do sistema de Monção Sul-Americana (MAS). Os locais de estudo foram criteriosamente selecionados com base na disponibilidade de uma ampla gama de espeleotemas já datados e em fase de análises para as reconstituições paleoclimáticas. Portanto, a vinda do Prof. Mathias trará grandes benefícios ao Programa de Pós-Graduação em geoquímica da Universidade de São Paulo, tanto na formação de alunos e pesquisadores, como para aumento da visibilidade da pesquisa cientifica brasileira no cenário internacional. Essa visibilidade é traduzida nos resultados colaboração prévia dele com o prof. Cruz, o qual gerou publicações em periódicos da mais alta reputação científica internacional. (AU)