FAPESP Logo

Centro de Pesquisa e Análise de São Paulo

Pesquisador responsável:

Sergio Ferraz Novaes

Beneficiário:

Instituição-sede da pesquisa: Núcleo de Computação Científica (NCC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de São Paulo. São Paulo, SP, Brasil
Pesquisadores principais:

Eduardo de Moraes Gregores ; Sandra dos Santos Padula ; Yogiro Hama ; Gastão Inácio Krein

Pesquisadores associados:

Fernando Luiz de Campos Carvalho ; Valéria Silva Dias ; Rogério Luiz Iope ; Weiliang Qian ; Ailton Akira Shinoda ; Pedro Galli Mercadante ; Mikiya Muramatsu ; Cecil Chow Robilotta ; Ricardo D'Elia Matheus

Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Física - Física das Partículas Elementares e Campos
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Temático
Processo: 13/01907-0
Vigência: 01 de dezembro de 2013 - 30 de novembro de 2018
Auxílios(s) vinculado(s):14/50208-0 - Combination of new physics searches at the Hadron Collider, AP.R
13/50905-0 - Exploring Higgs boson and beyond the standard model theories at Large Hadron Collider, AP.R
Bolsa(s) vinculada(s):15/07847-4 - Detecção de matéria de alta densidade no LHC, BP.PD
15/17609-3 - Dualidade gauge/string, estrutura hadrônica e o plasma de quarks e glúons, BP.PD
15/06357-3 - Middleware para computação em Grid/Cloud: desenvolvimento e suporte, BP.TT
+ mais bolsas vinculadas 14/15308-3 - Busca por ressonâncias pesadas no CMS, BP.PD
14/17361-9 - Análise de supersimetria no CMS, BP.PD
11/00217-4 - Correlações de partículas no detector CMS no LHC, BP.PD - menos bolsas vinculadas
Assunto(s):

Colisões de íons pesados relativísticos

Quark

Resumo
Durante as próximas décadas, o Large Hadron Collider do CERN permanecerá sendo a principal instalação internacional para pesquisa em Física de Altas Energias. O estado-da-arte da tecnologia foi desenvolvida por equipes multinacionais de cientistas e engenheiros, com a finalidade de explorar a fronteira do conhecimento sobre a estrutura da matéria, seus componentes e suas interações. Temos a intenção de continuar a manter um forte programa de pesquisa de ponta em ciência fundamental. Vamos investigar alguns dos assuntos mais relevantes em Física de Altas Energias, explorando as consequências de novas propostas para uma Física além do Modelo Padrão e estudar colisões de íons pesados para investigar as propriedades do plasma de quarks-glúons produzido. Este programa vai envolver físicos teóricos, experimentais e engenheiros trabalhando em conjunto com o intuito de impulsionar a pesquisa do País nessa área e aumentar o impacto da ciência brasileira. Temos também uma grande experiência em computação de alto desempenho com a bem sucedida operação da BR-SP-SPRACE, a única Tier-2 oficial do Worldwide LHC Computing Grid na América Latina. A presente proposta amplia o âmbito das atividades do grupo SPRACE, a fim de alavancar a nossa participação no experimento CMS, capacitando o grupo brasileiro para enfrentar os desafios do upgrade do LHC. A nova frente ação do SPRACE inclui a implantação de um laboratório de instrumentação científica para trabalhar em uníssono com a indústria, visando realizar arrojados projetos de P&D. A extensão da atividade do SPRACE que passará a incluir atividades em hardware, instrumentação e eletrônica em sua agenda, é bastante oportuna. O Brasil, a sexta maior economia do mundo, precisa impulsionar as suas capacidades científicas e tecnológicas para atingir um nível internacional de competitividade. Tradicionalmente, a ausência de uma forte interação entre a academia e a indústria tem sido um dos maiores obstáculos para o crescimento da inovação no país. Além disso, a candidatura do Brasil para se tornar um membro associado do CERN requer uma iniciativa mais ousada dos grupos brasileiros para aumentar fortemente a sua participação no LHC. Prevemos duas grandes áreas de impacto com a implantação dos laboratórios de instrumentação do SPRACE: microeletrônica e optoeletrônica. Ambas as áreas são de importância estratégica para o desenvolvimento do país. Nós estabelecemos fortes parcerias para impulsionar nossos objetivos. O P&D em links ópticos de alta velocidade de transmissão de dados em um ambiente de radiação será desenvolvido em associação com a Padtec, a empresa de optoeletrônica mais importante do Brasil. A participação na modernização do detector CMS pixels será realizado em associação com o projeto INFIERI, um FP7 Marie Curie Initial Training Networks que reúne participantes da França, Itália, Holanda, Portugal, Espanha e do Reino Unido. O SPRACE propõe também um programa consistente de educação e divulgação científica. Pretendemos ampliar o alcance do evento anual MasterClass do CERN para outros campi da UNESP no estado de São Paulo, com base em nossa experiência anterior com Escolas de Ensino Médio de região metropolitana de São Paulo. Uma nova versão do jogo SPRACE Game será lançado com novas funcionalidades, tais como salvar as conquistas parciais e o desenvolvimento de uma versão para tablete e celular. Uma nova versão do cartaz "Estrutura Elementar da Matéria" será lançado contendo os novos avanços na área, como a descoberta do bóson de Higgs. SPRACE também irá desenvolver um programa consistente para a transferência de tecnologia. O CERN tem uma longa história de transferência de tecnologia em diferentes áreas (tecnologias de aceleradores e detectores, tecnologia da informação e computação distribuída), que é uma parte integrante da sua missão. Nosso objetivo é explorar ao máximo todas as possibilidades de inovação que irão surgir a partir de nossa interação com o laboratório europeu. (AU)
Matéria(s) publicada(s) na Revista Pesquisa FAPESP sobre o auxílio:
De Trieste para São Paulo

Publicações científicas (9)
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
FONSECA, N.; DE LIMA, L.; MACHADO, C. S.; MATHEUS, R. D. Large field excursions from a few site relaxion model. Physical Review D, v. 94, n. 1 JUL 7 2016. Citações Web of Science: 0.
FONTOURA, C. E.; KRMPOTIC, F.; GALEAO, A. P.; DE CONTI, C.; KREIN, G. Relativistic model for the nonmesonic weak decay of single-lambda hypernuclei. JOURNAL OF PHYSICS G-NUCLEAR AND PARTICLE PHYSICS, v. 43, n. 5 MAY 2016. Citações Web of Science: 0.
GHOSH, SABYASACHI; PEIXOTO, THIAGO C.; ROY, VICTOR; SERNA, FERNANDO E.; KREIN, GASTAO. Shear and bulk viscosities of quark matter from quark-meson fluctuations in the Nambu-Jona-Lasinio model. Physical Review C, v. 93, n. 4 APR 13 2016. Citações Web of Science: 0.
BRICENO, R. A.; COHEN, T. D.; COITO, S.; DUDEK, J. J.; EICHTEN, E.; FISCHER, C. S.; FRITSCH, M.; GRADL, W.; JACKURA, A.; KORNICER, M.; KREIN, G.; LEBED, R. F.; MACHADO, F. A.; MITCHELL, R. E.; MORNINGSTAR, C. J.; PEARDON, M.; PENNINGTON, M. R.; PETERS, K.; RICHARD, J. M.; SHEN, C. P.; SHEPHERD, M. R.; SKWARNICKI, T.; SWANSON, E. S.; SZCZEPANIAK, A. P.; YUAN, C. Z. Issues and Opportunities in Exotic Hadrons. CHINESE PHYSICS C, v. 40, n. 4 APR 2016. Citações Web of Science: 3.
BRAMBILLA, NORA; KREIN, GASTAO; CASTELLA, JAUME TARRUS; VAIRO, ANTONIO. Long-range properties of 1S bottomonium states. Physical Review D, v. 93, n. 5 MAR 1 2016. Citações Web of Science: 0.
ARIAS, E.; KREIN, G.; MENEZES, G.; SVAITER, N. F. Relativistic Bose-Einstein condensation with disorder. Journal of Physics A-Mathematical and Theoretical, v. 48, n. 49 DEC 11 2015. Citações Web of Science: 0.
DE LIMA, L.; MACHADO, C. S.; MATHEUS, R. D.; DO PRADO, L. A. F. Higgs flavor violation as a signal to discriminate models. Journal of High Energy Physics, n. 11 NOV 12 2015. Citações Web of Science: 9.
HAIDENBAUER, J.; KREIN, G. psi(3770) resonance and its production in (p)over-barp -> D(D)over-bar. Physical Review D, v. 91, n. 11 JUN 17 2015. Citações Web of Science: 1.
GHOSH, SABYASACHI; KREIN, GASTAO; SARKAR, SOURAV. Shear viscosity of a pion gas resulting from rho pi pi and sigma pi pi interactions. Physical Review C, v. 89, n. 4 APR 2 2014. Citações Web of Science: 8.
Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
X

Reporte um problema na página


Detalhes do problema:
CDi/FAPESP - Centro de Documentação e Informação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

R. Pio XI, 1500 - Alto da Lapa - CEP 05468-901 - São Paulo/SP - Brasil
cdi@fapesp.br - Converse com a FAPESP