Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação dos efeitos da metformina e do exercício físico sobre o hipotálamo, hipófise e ovário de modelos animais de síndrome dos ovários policísticos

Processo: 13/12830-8
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de dezembro de 2013 - 30 de novembro de 2016
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Saúde Materno-infantil
Pesquisador responsável:Gustavo Arantes Rosa Maciel
Beneficiário:Gustavo Arantes Rosa Maciel
Instituição-sede: Faculdade de Medicina (FM). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesq. associados:Edmund Chada Baracat ; Kátia Cândido Carvalho
Assunto(s):Ginecologia  Síndrome do ovário policístico  Metformina  Exercício físico  Hipotálamo  Hipófise  Ovário  Modelos animais 

Resumo

A síndrome dos ovários policísticos (SOP) é o distúrbio endócrino mais frequente em mulheres em idade reprodutiva. A metformina e o exercício físico são comumente prescritos para o tratamento da SOP, porém seus mecanismos de ação são pouco conhecidos. Nesse sentido, a utilização de modelos animais pode auxiliar no melhor entendimento das estratégias terapêuticas e da fisiopatologia da SOP. O objetivo deste estudo é analisar os efeitos da metformina e do exercício físico sobre o hipotálamo, hipófise e ovário em modelo animal de SOP induzido por injeção subcutânea de propionato de testosterona (1,25 mg) entre 0-3 dias de vida. Animais controles receberão apenas injeção de veículo no mesmo período. Serão utilizadas 42 ratas alocadas em igual número em 6 grupos: grupo controle + tratamento com placebo (GI), grupo controle + exercício físico + tratamento com placebo (GII), grupo SOP + tratamento com placebo (GIII), grupo SOP + tratamento com metformina (GIV), grupo SOP + exercício físico + tratamento com placebo (GV) e grupo SOP + exercício físico + tratamento com metformina (GVI). Os tratamentos com placebo, metformina e/ou exercício físico serão realizados dos 90 até 130 dias de vida. Aos 130 dias, os animais serão eutanasiados e posteriormente serão coletados hipotálamo, hipófise, ovário e sangue. Será avaliada a expressão gênica e protéica de ligantes e receptores de grande importância para a fisiologia reprodutiva no hipotálamo e na hipófise, tais como, GnRH, Kisspeptina, Dinorfina A, Neuroquinina B, ²-endorfina, receptor de opióide mu, receptor de insulina, OCT-1 e OCT-3, no hipotálamo, e receptor de GnRH, ²-endorfina, OCT-1 e OCT-3, na hipófise que tem sido creditados à SOP. O ovário será analisado por histomorfometria para contagem de corpos lúteos e o sangue para a dosagem sérica de LH, testosterona, insulina e glicose. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Biomarcador de doença hepática gordurosa não alcoólica é identificado 

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
MARCONDES, RODRIGO RODRIGUES; CARVALHO, KATIA CANDIDO; GIANNOCCO, GISELE; DUARTE, DANIELE COELHO; GARCIA, NATALIA; SOARES-JUNIOR, JOSE MARIA; COTRIM GUERREIRO DA SILVA, ISMAEL DALE; MALIQUEO, MANUEL; BARACAT, EDMUND CHADA; ROSA MACIEL, GUSTAVO ARANTES. Hypothalamic transcriptional expression of the kis-speptin system and sex steroid receptors differs among polycystic ovary syndrome rat models with different endocrine phenotypes. Clinics, v. 72, n. 8, p. 510-514, AUG 2017. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.