Busca avançada
Ano de início
Entree

Avaliação de indicadores de temperamento e comportamento em crianças nascidas pré-termo na fase de 18 a 36 meses

Processo: 12/51633-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de julho de 2013 - 30 de junho de 2015
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Tratamento e Prevenção Psicológica
Convênio/Acordo: Fundação Maria Cecília Souto Vidigal
Pesquisador responsável:Maria Beatriz Martins Linhares
Beneficiário:Maria Beatriz Martins Linhares
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):14/14683-5 - Avaliação dos indicadores de temperamento e comportamento em crianças nascidas pré-termo na fase de 18 a 36 meses, BP.TT
14/11704-1 - Avaliação dos indicadores de temperamento e comportamento em crianças nascidas pré-termo na fase de 18-36 meses, BP.TT
13/19397-8 - Avaliação de indicadores de temperamento e comportamento em crianças nascidas pré-termo na fase de 18 a 36 meses, BP.TT
13/19679-3 - Avaliação de indicadores de temperamento e comportamento em crianças nascidas pré-termo na fase de 18 a 36 meses, BP.TT
Assunto(s):Psicologia da criança  Desenvolvimento infantil  Relações mãe-filho  Recém-nascido  Temperamento 

Resumo

O nascimento prematuro constitui-se em fator de risco ao desenvolvimento da criança. Os processos de regulação fisiológica, emocional, da atenção e comportamental ficam afetados no desenvolvimento de prematuros. Os prematuros tem maior risco para problemas de comportamento. Nesse sentido, a variável pessoal (temperamento) e do contexto ambiental (interação materna) podem ajudar na compreensão do desenvolvimento e comportamento de prematuros na fase pré-escolar. Objetivo: Avaliar indicadores de temperamento de crianças nascidas pré-termo, na fase de 18 a 36 meses, e examinar a sua relação com problemas de comportamento da criança e o temperamento materno. Método: A amostra elegível para o estudo inclui 80 crianças nascidas pré-termo (IG < 37 sem) e muito baixo peso «1.500g), com idade entre 18 a 36 meses e suas respectivas mães biológicas. As crianças nasceram e são seguidas em um hospital público universitário. A coleta de dados inclui a avaliação do temperamento da criança por meio do The Early Childhood Behavior Ouestionnaire (ECBO), do comportamento da criança por meio do Child Behavior Ouestionnaire (CBCL 1 V,-5) e a avaliação do temperamento materno por meio do Adult Temperament Questionnaire (ATO). A avaliação será realizada em entrevista individual com a mãe. A análise de dados inclui as seguintes etapas: a) análise de estatística descritiva; b) comparação entre grupos pelo teste t de Student para análise' do temperamento e comportamento da criança, em subgrupos de acordo com a idade gestacional (pré-termo extremo IG <30 semanas de idade gestacional vs. pré-termo moderado IG ~ 32 semanas até 36 semanas e seis dias); c) análise de correlação entre as variáveis do temperamento e comportamento da criança, por meio do teste de correlação de Pearson; d) análise de regressão linear hierárquica, foco predição do desfecho do comportamento da criança com base nas seguintes variáveis preditoras: idade gestacional, sexo, temperamento da criança e temperamento materno. O nível de significância 5%. Adicionalmente será realizada a análise da interação mãe-criança em 5 casos e relacionado com o temperamento da criança. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.