Busca avançada

Avaliação da capacidade hidratante de ativos extraídos de plantas da flora brasileira via expressão da aquaporina 3 (AQP3)

Processo: 06/51824-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Pesquisa Inovativa em Pequenas Empresas - PIPE
Vigência: 01 de agosto de 2006 - 31 de janeiro de 2010
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Farmácia - Farmacognosia
Pesquisador responsável:Maria Del Carmen Velazquez Pereda
Beneficiário:
Empresa:Chemyunion Química Ltda
Município: Sorocaba
Assunto(s):Aquaporinas  Cosméticos  Expressão gênica  Hidratação  Reação em cadeia da polimerase em tempo real 

Resumo

A indústria de cosméticos, produtos de higiene pessoal e perfumaria no Brasil é um setor de grande importância para a economia do país e caracteriza-se, entre outros aspectos, pela constante necessidade de inovações tecnológicas para manter a competitividade de seus produtos, justificando assim os elevados gastos em pesquisa e desenvolvimento. A Chemyunion irá desenvolver um ativo proveniente de fontes naturais, na forma de extratos secos e fluídos que, quando incorporado a um produto cosmético, será capaz de aumentar a hidratação da pele via aumento da expressão da proteína aquaporina 3 (AQP3). Estudos recentes na literatura têm demonstrado que a pele humana na região abaixo do estrato córneo exibe uma alta permeabilidade à água mediada por AQP3, a qual seria a responsável por pela melhora da hidratação da pele. A princípio, iremos buscar na flora nacional plantas que possuam princípios ativos capazes de aumentar a expressão da AQP3 por diferentes vias e extrair estas substâncias pelo método de percolação. A seguir, culturas de queratinócitos, melanócitos ou co-culturas serão tratadas com os candidatos selecionados e a expressão da AQP3 será analisada por PCR em tempo real e western-blot. Os candidatos que forem capazes de aumentar a expressão da AQP3 serão posteriormente analisados na FASE II por análise de microarranjos de DNA antes de serem testados em humanos. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Revista Pesquisa FAPESP sobre o auxílio:
Beleza retocada