Busca avançada

Fluxos de metano provenientes da vinhaça em diferentes sistemas de distribuição e avaliação da comunidade microbiana associada à produção deste gás

Processo: 13/05597-5
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de junho de 2013 - 31 de maio de 2015
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia
Pesquisador responsável:Brigitte Josefine Feigl
Beneficiário:
Instituição-sede: Centro de Energia Nuclear na Agricultura (CENA). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba, SP, Brasil
Pesq. associados:Carlos Clemente Cerri
Assunto(s):Fontes alternativas de energia  Energia renovável  Gases do efeito estufa  Indústria sucro-alcooleira  Sustentabilidade  Vinhaça  Metano 

Resumo

O uso de fontes de energia renovável e com baixo teor de carbono é uma das estratégias para a mitigação da emissão de gases do efeito estufa (GEE). O etanol da cana-de-açúcar, que apresenta balanço energético significativamente favorável, é uma alternativa disponível comercialmente e com grande potencial de rápida expansão em muitos países. Como co-produto deste processo é gerado a vinhaça, que apesar de apresentar benefícios quando aplicada ao solo, apresenta poucos dados sobre os possíveis impactos que causa no ambiente, sobretudo no que se refere às emissões de GEE. Sabe-se que o GEE de maior impacto proveniente da vinhaça é o CH4, porém não se sabe quais são os fatores interferentes na produção deste GEE e sua correlação com os micro-organismos metanogênicos. Sendo assim, o presente projeto visa quantificar a emissão de CH4 proveniente da vinhaça presente em diferentes sistemas de distribuição e analisar a diversidade microbiana relacionada à produção deste gás. Esta diversidade será determinada pela amplificação do gene microbiano relacionado à produção de CH4, mcrA,através da reação em cadeia da polimerase (PCR), seguido de análise por T-RFLP (Terminal Restriction Fragment Length Polymorphism) e qPCR (PCR quantitativo). Em uma primeira etapa os estudos se concentrarão no levantamento prévio dos diferentes sistemas de distribuição de vinhaça encontrados nas usinas situadas em região representativa da produção de etanol no Brasil, para através deste determinar as áreas de estudo e posteriormente realizar as amostragens de CH4. Com isto, espera-se obter dados importantes provenientes da vinhaça nestes diferentes sistemas visando à identificação de modificações nas estruturas das comunidades microbianas e assim, nas emissões ao longo da safra de cana-de-açúcar. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Novas tecnologias no transporte e armazenamento de vinhaça reduzem emissões de metano 

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
OLIVEIRA, BRUNA GONCALVES; NUNES CARVALHO, JOAO LUIS; CHAGAS, MATEUS FERREIRA; PELLEGRINO CERRI, CARLOS EDUARDO; CERRI, CARLOS CLEMENTE; FEIGL, BRIGITTE JOSEFINE. Methane emissions from sugarcane vinasse storage and transportation systems: Comparison between open channels and tanks. Atmospheric Environment, v. 159, p. 135-146, JUN 2017. Citações Web of Science: 0.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.