Busca avançada
Ano de início
Entree

Esquizofrenia e outros transtornos psicóticos: determinantes sociais e biológicos

Processo: 12/05178-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Temático
Vigência: 01 de setembro de 2012 - 28 de fevereiro de 2017
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Psiquiatria
Pesquisador responsável:Paulo Rossi Menezes
Beneficiário:Paulo Rossi Menezes
Instituição-sede: Faculdade de Medicina de Ribeirão Preto (FMRP). Universidade de São Paulo (USP). Ribeirão Preto, SP, Brasil
Pesquisadores principais:Antonio Carlos dos Santos ; Cristina Marta Del Ben
Pesq. associados:Cristina Marta Del Ben ; Geraldo Busatto Filho ; Jair Licio Ferreira Santos ; Maristela Schaufelberger Spanghero ; Paulo Louzada Junior
Bolsa(s) vinculada(s):16/17713-8 - Investigação de migração interna e urbanização como fatores de risco para ocorrência de primeiro episódio psicótico, BP.IC
16/12195-9 - Influência do estresse precoce no perfil inflamatório de pacientes em primeiro episódio psicótico (PEP) e no modelo animal de isolamento social a partir do desmame, BP.MS
15/02948-7 - Estudo das alterações epigenéticas na neurotransmissão GABAérgica na esquizofrenia e outras psicoses e no modelo animal de isolamento social a partir do desmame, BP.PD
+ mais bolsas vinculadas 14/23525-4 - Alterações cerebrais estruturais e funcionais nos transtornos psicóticos, BP.PD
13/11167-3 - Interações genético-ambientais na esquizofrenia e outros transtornos psicóticos, BP.PD
13/01387-6 - Alterações cerebrais estruturais em esquizofrenia e outros transtornos psicóticos, BP.PD - menos bolsas vinculadas
Assunto(s):Epidemiologia  Transtornos psicóticos  Esquizofrenia  Neuroimagem 

Resumo

A esquizofrenia e outros transtornos psicóticos (EOP) são condições altamente prevalentes, com significativa morbi-mortalidade. No entanto, dados sobre a incidência e evolução de EOP através do globo ainda são escassos, especialmente em países em desenvolvimento. A etiologia de EOP é multifatorial, envolvendo fatores biológicos e sociais, e um avanço efetivo na compreensão de EOP depende, fundamentalmente, de uma abordagem integrada dos diferentes fatores implicados na incidência, fisiopatogenia, evolução, prognóstico e resposta ao tratamento desses transtornos mentais, particularmente nas fases iniciais de manifestação clínica. A presente proposta é integrante de projeto multicêntrico, o European Network of National Schizophrenia Networks Studiyng Gene-Environment Interactions (EU-GEI; http://www.eu-gei.eu/), consórcio internacional para investigar etiologia, mecanismos e prognóstico das EOP. A presente proposta objetiva estimar a incidência de EOP na região de Ribeirão Preto-SP e investigar possíveis interações entre fatores sociais e biológicos na ocorrência destes transtornos mentais. Especificamente, pretendemos: a) investigar a existência de variações na incidência de EOP, tendo-se em vista urbanicidade e migração interna; b) investigar a associação entre fatores de risco individuais, familiares e de área geográfica e a incidência de EOP; c) verificar a existência de alterações anatômicas e funcionais no cérebro de indivíduos com EOP, comparados com controles saudáveis e indivíduos em risco de EOP (irmãos saudáveis); d) verificar a ocorrência de alterações genéticas e imunológicas em indivíduos com EOP, comparados com controles saudáveis e população em risco de EOP (irmãos saudáveis), utilizando estratégias de Genome Wide Associations; e) investigar a ocorrência de interações entre fatores sociais, genéticos, imunológicos e neuroanatômicos na incidência de EOP. Em um período de três anos, será realizado um estudo caso-controle de casos incidentes de EOP, de base populacional com cerca de 800.000 pessoas em risco por ano, ou 2.400.000 pessoas-ano no total de três anos. Estimamos uma amostra de 300 casos incidentes, 150 irmãos e 300 controles. Todos os participantes serão submetidos a uma extensa bateria de avaliações sociodemográficas, ambientais, clínicas, neuropsicológicas e de história familiar, além de avaliações genéticas, imunológicas e de neuroimagem. O ineditismo deste estudo baseia-se justamente nesta abordagem ampla e integrada dos diferentes componentes da etiologia e mecanismos envolvidos em EOP. Além disso, este consórcio multicêntrico internacional, com protocolos metodologicamente consistentes e uniformes, constitui estratégia pioneira que permitirá grande integração e cooperação entre os diversos grupos de investigadores envolvidos nesta rede de pesquisa. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Pesquisa identifica populações mais vulneráveis a transtornos mentais graves 
Pós-doutorado na USP de Ribeirão Preto com Bolsa da FAPESP 

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DAS GRACAS CORSI-ZUELLI, FABIANA MARIA; BROGNARA, FERNANDA; DA SILVA QUIRINO, GUSTAVO FERNANDO; HIROKI, CARLOS HIROJI; FAIS, RAFAEL SOBRANO; DEL-BEN, CRISTINA MARTA; ULLOA, LUIS; SALGADO, HELIO CESAR; KANASHIRO, ALEXANDRE; LOUREIRO, CAMILA MARCELINO. Neuroimmune Interactions in Schizophrenia: Focus on Vagus Nerve Stimulation and Acetylcholine the Alpha-7 nicotinic Acetylcholine Receptor. FRONTIERS IN IMMUNOLOGY, v. 8, MAY 31 2017. Citações Web of Science: 1.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.