Auxílio à pesquisa 12/00466-7 - Cinema, Vida urbana - BV FAPESP
Busca avançada
Ano de início
Entree

Um olhar poético sobre a desigualdade brasileira

Processo: 12/00466-7
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de maio de 2012 - 30 de abril de 2015
Área do conhecimento:Ciências Sociais Aplicadas - Comunicação
Pesquisador responsável:Esther Império Hamburger
Beneficiário:Esther Império Hamburger
Instituição-sede: Escola de Comunicações e Artes (ECA). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Assunto(s):Cinema  Vida urbana  Rio de Janeiro  Pesquisa histórica  Desigualdades sociais 

Resumo

A partir do amplo mapeamento de interlocuções fílmicas sobre a temática da violência e da pobreza na história do cinema e do audiovisual brasileiro, com que venho trabalhando nos últimos anos, proponho um estudo de caso em profundidade sobre o filme Fábula de Arne Sucksdorff, obra pouco vista e pouco estudada, que no entanto pode ser compreendida como uma contribuição poética para as representações da desigualdade carioca para além de estereótipos. A idéia é concluir o trabalho em torno das "apropriações dos mecanismos de construção da visualidade" com uma intervenção que facilite o enfrentamento do debate político e estético as vezes reprimido por questões de cobrança sobre o pertencimento dos realizadores. A escolha do filme de Sucksdorff, um estrangeiro que revelou o Rio de Janeiro a partir de ângulos originais sugere amplia o escopo do estudo do jogo de alteridades expressas na forma fílmica na história do cinema brasileiro para o exame de alteridades transnacionais. Esse estudo pretende contribuir para a busca de expressões poéticas que contribuam para desarticular estereótipos que reforçam discriminações de Gênero, classe e cor. O estudo também visa discutir o papel de Arne Sucksdorf na história do cinema brasileiro, bem como o papel da experiência brasileira na filmografia de um grande diretor Sueco. (AU)