Pesquisa avançada

Afastamento de trabalhadores portuários: relações com condições e aspectos da organização do trabalho

Processo: 11/50802-0
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de agosto de 2011 - 31 de julho de 2012
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Psicologia - Psicologia Social
Pesquisador responsável:Laura Camara Lima
Beneficiário:
Instituição-sede: Instituto de Saúde e Sociedade (ISS). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus Baixada Santista. Santos, SP, Brasil
Assunto(s):Saúde do trabalhador  Trabalhadores  Portos 

Resumo

A modernização portuária trouxe melhorias às condições do trabalho portuário, ainda assim, este tem sido um setor de grande incidência de afastamentos do trabalho, sem que hajam muitos trabalhos científicos que expliquem porque. O objetivo geral desta pesquisa é o de investigar as relações dos afastamentos dos trabalhadores portuários (com vínculo empregatício), com as condições e aspectos da organização do trabalho. O estudo é exploratório e descritivo, com dados quantitativos e qualitativos. Os sujeitos (n= 250) são trabalhadores vinculados a operadoras portuárias, associados ao Sindicato dos Trabalhadores Portuários – SETTAPORT, que foram afastados do trabalho. Três instrumentos serão usados para a avaliação das condições e aspectos da organização do trabalho: a) um questionário, elaborado para obter informações sobre os fatores, causas e circunstâncias que levaram ao afastamento do trabalho, b) o Questionário de Perfis de Valores (QPV), validado no Brasil por Tamayo e Porto (2009); c) um roteiro criado para a realização de entrevistas semi-abertas, cujo objetivo será de levantar informações mais detalhadas a partir da vivência subjetiva dos trabalhadores, expressa no vocabulário que lhes é próprio. As entrevistas serão gravadas e transcritas. Três tipos de análise textual serão realizados: a) categorial de conteúdo (Bardin, 2010); b) pragmática de léxicos (Lima, 2008) e c) estudo dos tempos verbais, para avaliação da ancoragem temporal dos trabalhadores afastados. Pretende-se apresentar os resultados em Congressos científicos, publicá-los em revistas indexadas e divulgá-los junto ao sindicato e operadoras portuárias. (AU)