FAPESP Logo

Biometeorologia humana: análise dos efeitos de variáveis ambientais (meteorológicas, conforto térmico e poluição atmosférica) e das mudanças climáticas na população geriátrica da cidade de São Paulo

Pesquisador responsável:

Fábio Luiz Teixeira Gonçalves

Beneficiário:

Instituição-sede da pesquisa: Instituto de Astronomia, Geofísica e Ciências Atmosféricas (IAG). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Pesquisadores principais:

Marcia Peinado Alucci ; Arlindo Tribess

Pesquisadores associados:

Beatriz Maria Trezza ; Wilson Jacob Filho ; Tercio Ambrizzi ; Denise Helena Silva Duarte ; Roberta Consentino Kronka Mülfarth ; Leonardo Marques Monteiro

Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina - Clínica Médica
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Temático
Processo: 10/10189-5
Vigência: 01 de julho de 2011 - 31 de março de 2016
Bolsa(s) vinculada(s):15/19519-1 - Caracterização da produção recente de edifícios residenciais multifamiliares na Cidade de São Paulo - subsídios para estudos de desempenho térmico das unidades e de impactos na mobilidade urbana, BP.IC
13/10986-0 - Avaliação ergonômica das funções e atividades da habitação: áreas externas - expectativas e necessidades de conforto, bem estar e autonomia de idosos aptos (saudáveis), BP.IC
13/02879-0 - Avaliação ergonômica das funções e atividades da habitação: a unidade habitacional - expectativas e necessidades de conforto, bem estar e autonomia de idosos aptos (saudáveis), BP.IC
13/01641-0 - Resiliência das edificações às mudanças climáticas na Região Metropolitana de São Paulo: avaliação de conforto térmico em unidades residenciais, BP.IC
12/07524-2 - Resiliência das edificações às mudanças climáticas na Região Metropolitana de São Paulo estudo de caso: desempenho térmico de edifícios residenciais para idosos, BP.MS
Assunto(s):

Geriatria

Ergonomia

Biometeorologia

Mudança climática

Resumo
Este é um projeto multidisciplinar, visando estudar o impacto na população geriátrica, i. e., acima de 65 anos de variáveis meteorológicas associadas ao conforto térmico humano, referentes à atual climatologia e às mudanças climáticas na região metropolitana da cidade de São Paulo. Esta temática está dentro do âmbito de estudos biometeorológicos, na subdivisão humana, baseado na ISB (International Society of Biometeorology). De acordo com a sociedade, os efeitos ambientais são considerados meteorotrópicos, onde uma ou mais variáveis ambientais (no caso, meteorológicos, climáticos ou mesmo de poluição atmosférica) afetam um ou mais indivíduos de uma população. A poluição atmosférica será estudada de forma indireta, no que concerne impacto de situações meteorológicas desfavoráveis versus favoráveis, onde os poluentes atmosféricos serão avaliados comparando os resultados dos testes durante a estação seca (com alta concentração de poluentes) e úmida (com baixa concentração). Esta temática está dentro do âmbito de estudos biometeorológicos, na subdivisão humana, baseado na ISB (International Society of Biometeorology). O foco do estudo será, portanto, avaliar o desempenho cognitivo e físico da população geriátrica em um grupo pré-selecionado de idosos considerados aptos (saudáveis). Este desempenho é afetado por condições ambientais, das quais o conforto térmico humano (onde as variáveis meteorológicas atuam em conjunto) e a poluição do ar são os fatores meteorotrópicos. Consequentemente, um dos objetivos do estudo é estabelecer um índice de conforto térmico humano para as populações geriátricas. Premissas arquitetônicas (de desempenho térmico e ergonomia) serão igualmente desenvolvidas. Uma câmara climatizada será usada para simular os extremos do clima de São Paulo e propor um índice de conforto. Ambientes externos e internos (a câmara) serão utilizados para avaliar o impacto na população selecionada. Finalmente, a mudança climática está baseada em modelos globais GCMs, os quais mostram as variações meteorológicas para a proposição do índice de conforto, o desempenho cognitivo e físico, e as proposições arquitetônicas (de desempenho térmico e ergonomia). (AU)
Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Idosos saudáveis têm maior resistência ao calor, mas não à umidade

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
RAFAELA SANCHES DE OLIVEIRA; BEATRIZ MARIA TREZZA; ALEXANDRE LEOPOLD BUSSE; WILSON JACOB FILHO. Learning effect of computerized cognitive tests in older adults. Einstein (São Paulo), v. 12, n. 2, p. 149-153, Abr. 2014.
Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
X

Reporte um problema na página


Detalhes do problema:
CDi/FAPESP - Centro de Documentação e Informação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

R. Pio XI, 1500 - Alto da Lapa - CEP 05468-901 - São Paulo/SP - Brasil
cdi@fapesp.br - Converse com a FAPESP