FAPESP Logo

Diversidade microbiana em solos com cultivo de cana-de-açúcar no estado de São Paulo: um enfoque biogeográfico

Pesquisador responsável:

Fernando Dini Andreote

Beneficiário:

Instituição-sede da pesquisa: Escola Superior de Agricultura Luiz de Queiroz (ESALQ). Universidade de São Paulo (USP). Piracicaba, SP, Brasil
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Agronomia - Ciência do Solo
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Programa BIOEN - Regular
Processo: 11/03487-2
Vigência: 01 de junho de 2011 - 31 de maio de 2013
Assunto(s):

Microbiologia do solo

Resumo
A cana-de-açúcar é atualmente a cultura de maior importância agrícola do Estado de São Paulo, onde o zoneamento agroclimático descreve a existência de duas regiões com distintos padrões de condições ambientais aptas para este cultivo, além de uma nova área recentemente ocupada por esta cultura. No entanto, com a expansão das fronteiras agrícolas, uma maior produtividade e sustentabilidade na produção da cana-de-açúcar são altamente desejáveis. Para isto, dentre outros fatores, o papel da comunidade microbiana presente nos solos pode ter fundamental importância, auxiliando no melhor desenvolvimento da planta, seja suprindo a mesma com nutrientes, ou diminuindo a ocorrência de doenças e pragas. Contudo, pouco se sabe sobre a comunidade microbiana existente nos solos cultivados com cana-de-açúcar. Dessa forma, este projeto tem como objetivo descrever, em um enfoque biogeográfico, a diversidade microbiana existente em solos de cana-de-açúcar do Estado de São Paulo, englobando os grupos de arquéias, bactérias e fungos. Propõe-se quantificar estas comunidades por meio da aplicação de PCR em tempo real (qPCR), analisar a estrutura das comunidades microbianas por polimorfismo de comprimento de fragmentos de restrição terminal (T-RFLP), e determinar a afiliação filogenética destes organismos por pirosequenciamento de genes alvos. Dentro deste contexto, dois tipos de amostragens serão realizadas com a finalidade de: i) comparar as variações que ocorrem em macro-escala, entre as diferentes áreas descritas pelo zoneamento agroclimático e ii) obter padrões em micro-escala das comunidades avaliadas dentro de cada uma das áreas deste zoneamento. Por fim, os dados microbiológicos obtidos serão correlacionados com as características físico-químicas dos solos analisados, resultando em um estudo biogeográfico dos solos amostrados, gerando um mapeamento microbiológico de solos com cultivo de cana-de-açúcar no Estado de São Paulo. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DIOGO PAES DA COSTA; ARMANDO CAVALCANTE FRANCO DIAS; ADEMIR DURRER; PEDRO AVELINO MAIA DE ANDRADE; THIAGO GUMIERE; FERNANDO DINI ANDREOTE. Composição diferencial das comunidades bacterianas na rizosfera de variedas de cana-de-açúcar. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 38, n. 6, p. 1694-1702, Dez. 2014.
Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
X

Reporte um problema na página


Detalhes do problema:
CDi/FAPESP - Centro de Documentação e Informação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

R. Pio XI, 1500 - Alto da Lapa - CEP 05468-901 - São Paulo/SP - Brasil
cdi@fapesp.br - Converse com a FAPESP