Busca avançada

Universidade-escola pública

Processo: 96/02456-4
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Programa Ensino Público
Vigência: 01 de setembro de 1996 - 30 de setembro de 1999
Área do conhecimento:Ciências Humanas - Educação - Tópicos Específicos de Educação
Pesquisador responsável:Nélio Marco Vincenzo Bizzo
Beneficiário:
Instituição-sede: Faculdade de Educação (FE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Bolsa(s) vinculada(s):97/05147-5 - Biogás: ecologia das águas, BP.EP
97/04777-5 - Universidade - ensino público, BP.EP
97/04776-9 - Universidade - ensino público, BP.EP
+ mais bolsas vinculadas 96/08389-7 - Universidade - escola pública, BP.EP
96/08388-0 - Universidade - escola pública, BP.EP
96/08268-5 - Universidade - escola pública, BP.EP
96/08267-9 - Universidade - escola pública, BP.EP
96/08451-4 - Projeto Sky: Escola do Futuro, BP.EP
96/08259-6 - Projeto ecologia das águas: Escola do Futuro, BP.EP
96/08258-0 - Projeto ecologia das águas: Escola do Futuro, BP.EP
96/08257-3 - Projeto Biogás: Escola do Futuro, BP.EP
96/08256-7 - Projeto plantas carnívoras: Escola do Futuro, BP.EP
96/08255-0 - Projeto energia solar: Escola do Futuro, BP.EP
96/08266-2 - Ensino de Ciência à distância via telemática: Escola do Futuro, BP.EP
96/08254-4 - Ensino de Ciências à distância via telemática: Escola do Futuro, BP.EP
96/08265-6 - Projeto Sky: ensino de Ciência à distância via telemática: Escola do Futuro, BP.EP
96/08253-8 - Projeto ecologia das águas: Escola do Futuro, BP.EP
96/08264-0 - Projeto plantas carnívoras: ensino de Ciências via telemática, BP.EP
96/08263-3 - Ensino de Ciências à distância via telemática: Escola do Futuro, BP.EP
96/08215-9 - Projeto plantas carnívoras: Escola do Futuro, BP.EP
96/08262-7 - Ensino de Ciência à distância via telemática: Escola do Futuro, BP.EP
96/08203-0 - Projeto energia solar: Escola do Futuro, BP.EP
96/08261-0 - Escola do Futuro, BP.EP
96/08260-4 - Ensino de Ciências à distância via telemática: Escola do Futuro, BP.EP - menos bolsas vinculadas
Assunto(s):Telemática  Ciência  Escola pública  Universidade 

Resumo

O ensino de ciências tem sido alvo de muitas iniciativas no sentido de dinamizar sua atuação dentro da sala de aula. Muitas inciativas têm sido realizadas no sentido de superar o conteúdo pouco significativo que o tem caracterizado no passado. A utilização de computadores é um campo que tem sido bastante explorado, especialmente no caso de utilização de softwares educacionais. O presente projeto pretende estender a escolas públicas as iniciativas que têm sido desenvolvidas pelo Grupo de Ensino de Ciências Via Telemática, do Núcleo de Novas Tecnologias da Educação Aplicadas à Educação da USP (Escola do Futuro). Este projeto utiliza redes de computadores, em especial a Internet, de modo a estimular os alunos a trocarem dados e obterem resultados mais significativos em suas pesquisas. Como poderá ser visto adiante, juntamos material específico para cada projeto, onde podemos verificar em detalhe o desenvolvimento desses projetos em nossa prática cotidiana. Podemos afirmas, em linhas gerais, que se trata de projetos com forte conotação experimental, que abrangem uma vasta faixa etária (dos 9 aos 19 anos), e que atraem escolas em outros países, como Estados Unidos, Inglaterra e Suécia. Algumas das escolas públicas que estão agora sendo apresentadas à FAPESP, caso da CIM Alcina Dantas Feijão e EEPSG Idalina Sodré, têm uma longa história de participação junto aos nossos projetos. Outras, em especial as escolas técnicas do Centro Paula Souza, têm uma história recente mas nem por isso menos auspiciosa. O grande número de escolas e a sua distribuição pelo estado de São Paulo, aliada à pequena infraestrutura disponível (que pretendemos reformular no futuro com o apoio da FAPESP) nos impediu de apresentar um projeto mais bem organizado. No entanto, gostaríamos que isso não fosse interpretado como falta de atenção ou empenho, mas sim expressão das grandes dificuldades que enfrentamos para preparar a presente proposta. Acreditamos que os projetos, que desenvolvemos há mais de três anos, estejam em plena maturidade pedagógica, estando preparados para serem adotados por um número ampliado de escolas. (AU)