FAPESP Logo

Fator de crescimento endotelial vascular na reposta pulpar após o uso de material capeador precedido por anti-inflamatório ou laser de baixa intensidade em pulpotomias de dentes decíduos humanos

Pesquisador responsável:

Thais Marchini de Oliveira

Beneficiário:

Instituição: Faculdade de Odontologia de Bauru (FOB). Universidade de São Paulo (USP). Bauru, SP, Brasil
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Odontologia - Odontopediatria
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo: 09/11284-4
Vigência: 01 de março de 2011 - 28 de fevereiro de 2013
Assunto(s):

Cavidade pulpar

Capeamento da polpa dentária

Dente decíduo

Resumo
O conhecimento dos mecanismos envolvidos nos fenômenos orgânicos fisiológicos e/ou patológicos na terapia pulpar poderá conduzir a diagnósticos clínicos mais precisos, tratamentos mais direcionados e prognósticos mais favoráveis. Considerando que é necessário avaliar o potencial de reparo e regeneração do tecido pulpar, justifica-se a realização de investigações adicionais para que estes aspectos sejam esclarecidos. Isso poderá trazer contribuições importantes para um melhor entendimento dos mecanismos envolvidos, os quais poderão ser úteis em terapias preventivas e curativas. Desta forma, os objetivos do presente projeto serão: 1) Avaliar por meio de observações clínicas e radiográficas a resposta in vivo do complexo dentino-pulpar de dentes decíduos humanos após pulpotomia com materiais capeadores pulpares precedidos por anti-inflamatório ou LLLT; 2) Avaliar as alterações histológicas de dentes decíduos humanos após pulpotomia; 3) Investigar se os materiais capeadores pulpares e os efeitos biomuduladores do LLLT alteram o processo de reparo e regeneração pulpar; e 4) Investigar a cinética de expressão da proteína VEGF, CD-31 e DMP-1 no tecido pulpar inflamado após o procedimento de pulpotomia. Os acompanhamentos clínicos e radiográficos serão realizados 3 e 6 meses após o procedimento da pulpotomia. A análise histológica e imunohistoquímica será realizada após exodontia dos dentes decíduos. Após a coleta, os dados serão devidamente analisados por meio de gráficos e tabelas, sendo utilizado o Teste Qui-quadrado, seguido do Teste de Comparações em 3 proporções. Durante todo período do estudo, 2 avaliadores previamente calibrados (Kappa>0,8) realizarão as avaliações. Caso necessário, outros testes poderão ser aplicados. Será adotado nível de significância de 5% para que as diferenças sejam consideradas estatisticamente significativas. O complexo dentino-pulpar será analisado morfologicamente em microscopia óptica, de forma descritiva. (AU)

CDi/FAPESP - Centro de Documentação e Informação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

R. Pio XI, 1500 - Alto da Lapa - CEP 05468-901 - São Paulo/SP - Brasil
cdi@fapesp.br - Converse com a FAPESP