Busca avançada

Correlação estratigráfica e paleogeografia do Cretáceo Superior nas bacias Bauru, Sanfranciscana e dos Parecis

Processo: 10/19787-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de março de 2011 - 28 de fevereiro de 2013
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Geociências - Geologia
Pesquisador responsável:Alessandro Batezelli
Beneficiário:
Instituição-sede: Instituto de Geociências (IG). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesq. associados:Francisco Sergio Bernardes Ladeira ; Mario Luis Assine ; Sergio Ricardo Christofoletti
Assunto(s):Sistemas deposicionais  Sedimentologia fluvial  Bacia hidrográfica  Geografia histórica 

Resumo

Depósitos aluviais construídos e/ou retrabalhados por rios entrelaçados foram caracterizados em ambientes com as mais variadas condições climáticas ao longo da história geológica. O potencial de preservação dos depósitos continentais depende sobremaneira de elevada taxa de subsidência da bacia, associada à grande aporte sedimentar. As rochas neocretáceas que constituem os grupos Bauru (Bacia Bauru), Parecis (Bacia dos Parecis), Mata da Corda e Urucuia (Bacia Sanfranciscana) apresentam características que indicam deposição em sistemas aluviais dominados por rios sob condições de clima árido a semi-árido. A análise de fácies e de elementos arquitetônicos desses depósitos, apoiada em estudos petrográficos, geoquímicos e paleopedogenéticos, permitirão avaliar com maior precisão os processos relacionados à sedimentação, tectônica e clima durante sua evolução. Os resultados esperados como produto dessas análises serão modelos deposicionais que contemplem as bacias Bauru, Sanfranciscana e Parecis, base para se estabelecer correlações e a paleogeografia neocretácea da porção central e sudeste do Brasil. Entre as contribuições científicas esperadas destaca-se o melhor conhecimento das arquiteturas estratigráficas das bacias Bauru, Sanfranciscana e Parecis, bem como, identificação de fenômenos geológicos responsáveis pela origem e evolução das sequências das três bacias. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Como era o Brasil há 100 milhões de anos 

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
DO NASCIMENTO, DIEGO LUCIANO; BERNARDES LADEIRA, FRANCISCO SERGIO; BATEZELLI, ALESSANDRO. Pedodiagenetic Characterization of Cretaceous Paleosols in Southwest Minas Gerais, Brazil. Revista Brasileira de Ciência do Solo, v. 41, 2017. Citações Web of Science: 0.
MARSOLA, JULIO C. DE A.; BATEZELLI, ALESSANDRO; MONTEFELTRO, FELIPE C.; GRELLET-TINNER, GERALD; LANGER, MAX C. Palaeoenvironmental characterization of a crocodilian nesting site from the Late Cretaceous of Brazil and the evolution of crocodyliform nesting strategies. PALAEOGEOGRAPHY PALAEOCLIMATOLOGY PALAEOECOLOGY, v. 457, p. 221-232, SEP 1 2016. Citações Web of Science: 0.
BATEZELLI, ALESSANDRO; BERNARDES LADEIRA, FRANCISCO SERGIO. Stratigraphic framework and evolution of the Cretaceous continental sequences of the Bauru, Sanfranciscana, and Parecis basins, Brazil. Journal of South American Earth Sciences, v. 65, p. 1-24, JAN 2016. Citações Web of Science: 4.

Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.