Busca avançada
Ano de início
Entree

Competências da enfermagem na avaliação de necessidades

Processo: 10/51457-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de setembro de 2010 - 31 de dezembro de 2011
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Enfermagem - Enfermagem de Saúde Pública
Convênio/Acordo: King's College London
Pesquisador responsável:Emiko Yoshikawa Egry
Beneficiário:Emiko Yoshikawa Egry
Pesq. responsável no exterior: Sarah Cowley
Instituição no exterior: King's College London, Inglaterra
Instituição-sede: Escola de Enfermagem (EE). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Vinculado ao auxílio:09/14785-4 - Necessidades em saúde de grupos especiais: as possibilidades de enfrentamento da tuberculose na saúde da família, AP.R
Assunto(s):Atenção à saúde  Saúde pública  Promoção da saúde  Vulnerabilidade 

Resumo

O presente estudo está articulado ao projeto financiado pela Fapesp "Necesidades em saúde de grupos especiais: as possibilidades de enfrentamento da tuberculose na Saúde da Família". Tem por finalidade construir metodologias e instrumentos de avaliação de necessidades de grupos especiais, no caso de familiares e de pacientes com tuberculose, mas que possam servir como parâmetros de avaliação de necessidades de outros grupos sociais especiais existentes no território. Dando prosseguimento a outros estudos, pretende articular as tecnologias (leve-dura e leve) utilizadas nas práticas da atenção básica em um distrito do Município de São Paulo aos utilizado no Reino Unido, especificamente em Londres, com população marginal composto por pessoas em situação de rua onde a tuberculose encontra-se como vulnerabilidade por conta das precárias condições de produção e reprodução social destes grupos. Os dados serão coletados através de entrevistas para ambas as populações e estes, após transcrição serão submetidas à técnica de análise Alceste. Dados secundários serão coletados junto a sites oficiais da saúde e epidemiologia. Os resultados serão discutidos à luz das categorias adesão, vulnerabilidade e necessidades em saúde. Tratando-se de pesquisa que envolve seres humanos o projeto será submetido às devidas instâncias do Reino Unido. Do lado brasileiro, como faz parte do estudo mencionado em andamento já se encontra devidamente autorizado tanto pela Escola de Enfermagem da USP quanto pela Secretaria Municipal de Saúde de São Paulo. Como produto da investigação pretende-se construir metodologias e tecnologias para ensino e aplicação da avaliação das necessidades em saúde para grupos especiais. Ainda pretende-se construir bases que fundamentam as práticas da promoção à saúde, como forma de adesão não somente ao tratamento quanto à prevenção e à melhoria da qualidade de vida. O produto final desta investigação será uma nova metodologia e tecnologia de avaliação de competências de grupos sociais especiais; assim como a publicação de um livro acerca dos fundamentos que embasarão as práticas de promoção a saúde e as estratégias de participação da comunidade na melhoria de suas condições de saúde. (AU)