FAPESP Logo

Caracterização imunológica do padrão pontilhado fino tendendo a homogêneo (pfh) observado pela técnica de imunofluorescência indireta em células HEp-2

Pesquisador responsável:

Luis Eduardo Coelho Andrade

Beneficiário:

Instituição-sede da pesquisa: Escola Paulista de Medicina (EPM). Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Campus São Paulo. São Paulo, SP, Brasil
Área do conhecimento:Ciências da Saúde - Medicina
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo: 09/52234-0
Vigência: 01 de setembro de 2009 - 31 de agosto de 2011
Assunto(s):

Doenças autoimunes

Doenças reumáticas

Imunofluorescência

Autoanticorpos

Auto-imunidade

Resumo
Várias doenças reumáticas auto-imunes apresentam auto-anticorpos (AAc) capazes de reconhecer diversos antígenos celulares. Alguns AAc guardam uma associação bastante estreita com uma dada doença, sendo considerados marcadores da doença, como anticorpos anti-Sm e anti-DNA nativo marcadores do lúpus eritematoso sistêmico, e de ocorrência extremamente improvável em indivíduos sadios. Outros AAc aparecem indiscriminadamente em diferentes doenças auto-imunes, infecciosas e neoplásicas, embora com títulos e frequências variadas. Há também AAc que aparecem com razoável frequência em indivíduos sadios. A pesquisa de anticorpos antinúcleo por imunofluorescência indireta (EFI) em células HEp-2 (AAN HEp-2) é um dos principais métodos de rastreamento de auto-anticorpos. O padrão de fluorescência observado no teste de AAN-HEp-2 é um reflexo da distribuição do auto-antígeno sob reconhecimento, constituindo, portanto informação relevante para conhecimento do alvo dos auto-anticorpos em questão. Embora alguns padrões de fluorescência sejam relativamente inespecífícos, outros podem fornecer um indício sobre os possíveis AAc presentes na amostra. Assim, o AAN-HEp-2 tem grande importância na triagem, sugerindo os possíveis AAc envolvidos, restringindo dessa maneira os esforços para identificação e evitando custos desnecessários. Nosso grupo tem tido oportunidade de identificar e descrever diversas associações relevantes de padrões de fluorescência no teste AAN-HEp-2 (Andrade et al, 1991; Andrade et al, 1996; Dellavance et al, 2005; Dellavance et al, 2009). Recentemente tem sido observado na rotina laboratorial um novo padrão, que mais se aproxima dos padrões nuclear homogêneo e nuclear pontílhado fino denso, denominado "padrão nuclear pontilhado fino tendendo a homogêneo" (PFH). Tendo em vista a presença frequente do padrão PFH na rotina laboratorial, o presente estudo tem como objetivos sua caracterização imunológica, a investigação do(s) antígeno(s) relacionado(s) e a busca de possíveis associações clínicas. (AU)

CDi/FAPESP - Centro de Documentação e Informação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

R. Pio XI, 1500 - Alto da Lapa - CEP 05468-901 - São Paulo/SP - Brasil
cdi@fapesp.br - Converse com a FAPESP