FAPESP Logo

Capacidade de fixação de nitrogênio de espécies nativas como estratégia para o aumento do sequestro de carbono em comunidades vegetais

Pesquisador responsável:

Liliane Santos de Camargos

Beneficiário:

Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Engenharia (FEIS). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Ilha Solteira. Ilha Solteira, SP, Brasil
Área do conhecimento:Ciências Biológicas - Botânica - Fisiologia Vegetal
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Processo: 10/05299-6
Vigência: 01 de agosto de 2010 - 30 de novembro de 2012
Assunto(s):

Leguminosae

Simbiose

Bactérias fixadoras de nitrogênio

Rhizobium

Sequestro de carbono

Enzimas

Eucalipto

Selvíria (MS)

Resumo
Nos biomas terrestres a principal fonte de nitrogênio fixado são as Leguminosas que conseguem estabelecer uma relação simbiótica com bactérias do grupo Rhizobium e reduzir o N2 atmosférico a amônia, dentro dos nódulos. Em condições ótimas para o desenvolvimento de um vegetal há necessidade de um influxo balanceado de nitrogênio e carbono assimilados (orgânico). Como a principal forma de nitrogênio disponível no solo é o nitrato que possui carga negativa, produzido pela oxidação biológica da amônia pelas bactérias do grupo das Nitrossomonas e Nitrobacter, e a carga de superfície do solo é também negativa, este é facilmente lixiviado do solo existindo uma carência crônica de nitrogênio, em biomas terrestres. Assim, um maior aporte de N-fixado leva a um maior seqüestro de carbono. Dentre as leguminosas que conseguem estabelecer esta relação simbiótica, há espécies com baixa estabilidade do sistema simbiótico frente a presença de N-mineral, e as que possuem alta estabilidade. A identificação de espécies estáveis, possibilita que esta característica seja melhor explorada em sistema de consorciação com espécies não-fixadoras (por exemplo em sistemas agro-florestais). Plantas jovens plenamente noduladas receberão N-mineral (NO3-; NH4+) e terão seus principais compostos nitrogenados monitorados nos tecidos (raízes e parte aérea) e seiva de xilema. Nas espécies com características mais favoráveis, fixação e estabilidade do sistema de fixação, será avaliada a atividade de nitrogenase nas diferentes condições. Desta maneira pretende-se identificar as espécies que apresentam alta fixação biológica associado com estabilidade do sistema simbiótico. Estas espécies serão testadas em associação com Eucalipto em área experimental, no município de Selviria-MS, avaliando-se o efeito da associação com Leguminosas na produtividade florestal. (AU)

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
X

Reporte um problema na página


Detalhes do problema:
CDi/FAPESP - Centro de Documentação e Informação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

R. Pio XI, 1500 - Alto da Lapa - CEP 05468-901 - São Paulo/SP - Brasil
cdi@fapesp.br - Converse com a FAPESP