FAPESP Logo

Conteúdo relacionado

    Remediação de amostras de solo e água contaminados com poluentes orgânicos persistentes (POPs) utilizando materiais nanoestruturados de ferro metálico e dióxido de titânio

    Pesquisador responsável:

    Sandra Regina Rissato

    Beneficiário:

    Instituição-sede da pesquisa: Faculdade de Ciências (FC). Universidade Estadual Paulista (UNESP). Campus de Bauru. Bauru, SP, Brasil
    Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Química
    Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
    Processo: 09/17248-0
    Vigência: 01 de agosto de 2010 - 31 de julho de 2012
    Assunto(s):

    Materiais nanoestruturados

    Meio ambiente

    Dióxido de titânio

    Química ambiental

    Remediação

    Ferro

    Resumo
    Na busca de novas alternativas para despoluir áreas contaminadas por diversos compostos orgânicos, tem-se optado por soluções que englobem processos com alta eficiência, rapidez e baixo custo. Tecnologias que visam à remoção de poluentes orgânicos do meio ambiente, utilizando processos de separação e estabilização não fornecem uma solução permanente, apenas transferem o contaminante de um sistema para outro. Pesquisas recentes têm demonstrado o potencial das nanopartículas na remediação de áreas contaminadas. Contudo, muitas pesquisas ainda são necessárias para elucidar os mecanismos de degradação de compostos orgânicos na presença de materiais nanoestruturados e também o seu comportamento em matrizes ambientais.A proposta deste trabalho é avaliar a eficiência de um processo de remediação de amostras de solo e água fortificados com compostos organoclorados (POPs) utilizando dois tipos diferentes de materiais nanoestruturados: óxido de ferro e dióxido de titânio. A avaliação do processo de remediação de POPs pelas nanopartículas será realizada em diferentes condições de concentração, faixas de pH e intensidades de radiação UV com o objetivo de avaliar a cinética e a degradação dos compostos de interesse.A identificação e quantificação dos compostos estudados serão realizadas por cromatografia a gás de alta resolução acoplada a um detector de espectrometria de massas (GC-MS).Os resultados obtidos a partir do estudo de remediação de matrizes ambientais contaminadas com POPs utilizando materiais nanoestruturados, poderão contribuir para aplicação de tecnologia na preservação do meio ambiente em nosso país. (AU)

    CDi/FAPESP - Centro de Documentação e Informação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

    R. Pio XI, 1500 - Alto da Lapa - CEP 05468-901 - São Paulo/SP - Brasil
    cdi@fapesp.br - Converse com a FAPESP