Busca avançada
Ano de início
Entree

Arquivo virtual sobre Holocausto e anti-semitismo: o Brasil diante do Holocausto e dos judeus refugiados do nazi-fascismo, 1933-1945

Processo: 07/50580-2
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Regular
Vigência: 01 de junho de 2007 - 30 de setembro de 2009
Área do conhecimento:Ciências Humanas - História - História do Brasil
Pesquisador responsável:Maria Luiza Tucci Carneiro
Beneficiário:Maria Luiza Tucci Carneiro
Instituição-sede: Faculdade de Filosofia, Letras e Ciências Humanas (FFLCH). Universidade de São Paulo (USP). São Paulo, SP, Brasil
Assunto(s):Antissemitismo  Holocausto judeu  Judeus  Memória coletiva  Nazismo  Refugiados 

Resumo

Este projeto tem como proposta gerar um ARQUIVO VIRTUAL de documentação sobre os temas do Holocausto e do anti-semitismo pesquisados junto aos arquivos portugueses, franceses e brasileiros. Será desenvolvido junto Núcleo de Estudos sobre Etnicidade, Racismo e Anti-semitismo, sediado junto ao Departamento de História da FFLCH/Universidade de São Paulo. Percebemos que através da história e da preservação da memória é possível, ainda que de forma fragmentada, pensar, registrar e interpretar as representações do Holocausto. Os testemunhos são, portanto, fundamentais para compreendermos o que aconteceu, ainda que múltiplas sejam as versões e leitura possíveis. Uma imagem, uma narrativa ou uma palavra que seja, são indícios que não devem ser desprezados. Documentos oficiais (diplomáticos e policiais) e de associações comunitárias, diários e livros de memórias, poemas, narrativas, canções, filmes e pinturas, são marcas de um repertório único, expressões de uma experiência intransferível. Apesar de estarmos diante de um "objeto sem limites" - considerando as tensões que envolvem as possíveis representações da Shoah - se faz necessário escrever sobre o tema e resgatar a documentação existente nos arquivos brasileiros e estrangeiros. E nesta tensão que ecoa a dialética entre memória e esquecimento; é nesta tensão que o Holocausto desponta enquanto uma ferida da memória. A partir das investigações realizadas por nossa equipe de pesquisadores pretendemos disponibilizar à um público maior os registros históricos que permitem avaliar a postura dos governos brasileiro e português diante do plano de extermínio às minorias étnicas e políticas sustentado pelo III Reich entre 1933-1945. Pretendemos também promover debates e atividades educacionais que permitam uma forma de relacionamento entre os homens pautada pela tolerância. Na luta pela dignidade humana e pela construção de um mundo mais justo, mais próspero e mais humano é que se insere este projeto. Nosso objetivo é de fazer, em primeira instância, o levantamento, sistematização, análise, tradução, publicação e digitalização de documentos históricos, literários, artísticos e cinematográficos que têm o Holocausto como tema. (AU)

Matéria(s) publicada(s) na Agência FAPESP sobre o auxílio:
Ecos do arianismo e da intolerância no Brasil