FAPESP Logo

Emissões da atividade solar do submilimétrico ao infravermelho (SIRA)

Processo: 06/06847-1
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Temático
Vigência: 01 de dezembro de 2008 - 30 de junho de 2014
Área do conhecimento:Ciências Exatas e da Terra - Astronomia - Astronomia do Sistema Solar
Pesquisador responsável:Pierre Kaufmann
Beneficiário:
Instituição-sede: Centro de Rádioastronomia e Astrofísica Mackenzie (CRAAM). Universidade Presbiteriana Mackenzie (UPM). Instituto Presbiteriano Mackenzie. São Paulo, SP, Brasil
Auxílios(s) vinculado(s):13/04248-7 - Alta energia em processos de explosões solares: percepções em raios gama e sub-mm, AV.EXT
11/09700-0 - Processos de alta energia na atmosfera solar e os seus diagnósticos, AV.EXT
09/15880-0 - Análise e interpretação de processos de alta energia em explosões solares, AV.EXT
09/00785-2 - Vatican Observatory super Summer school 2009, AR.EXT
Bolsa(s) vinculada(s):13/11125-9 - O estudo de flares e suas evidências em frequências sub-THz, BP.MS
12/11619-9 - Aprimoramento das técnicas observacionais e de calibração do Telescópio Solar para Ondas Submilimétricas (SST), BP.DR
12/03007-3 - Fotometria THz de explosões solares, BP.IC
Assunto(s):

Astrofísica solar

Atividade solar

Radiação síncrotron

Fotometria

Resumo
Os resultados obtidos pelo Telescópio Solar para ondas Submilimétricas (SST), obtidos nas freqüências centrais próximas de 200 e 400 GHz, operando em El Leoncito, Andes Argentinos, produziram novas e inéditas evidências sobre a atividade solar. Foi possível caracterizar mecanismos térmicos bem conhecidos em regiões quiescentes, ativas, e explosivas, assim como espectros de emissões não-térmicas com máximo de intensidade em micro-ondas. Foram encontradas emissões de explosões previamente insuspeitadas, implicando em mecanismos de emissão de muito alta energia. Obteve-se dramática demonstração de que a suposição mantida há décadas de que as emissões devidas a processos térmicos dominariam a faixa de freqüências do submilimétrico ao infravermelho estava errada. Podem ser enfatizados os seguintes principais resultados: (a) pulsações em ondas submilimétricas (frações de segundo a segundos), aparecendo superpostas às explosões, com ou sem a presença de componente impulsiva evidente em ondas submilimétricas, exibindo taxa de produção de pulsos com o tempo com boa correspondência aos perfis temporais em altas energias (raios-X duros e raios-g); (b) pulsações em regiões ativas, às vezes sem relação com outros abrilhantamentos ou explosões, associadas com a ejeção de massas coronais (CMEs); (c) uma nova componente espectral produzida em explosão, crescente com a freqüência, maximizando na região THz de freqüências, surgindo ao mesmo tempo e independentemente da bem conhecida componente espectral em micro-ondas; (d) características espectrais peculiares encontradas em regiões ativas quiescentes e explosivas. As primeiras observações no infra-vermelho médio, centradas em 10 mm (30 THz), além de identificar emissões de processos térmicos em regiões ativas, mostraram pela primeira vez a presença de numerosos abrilhantamentos rápidos (segundos de tempo) durante explosões. Estes resultados trazem dificuldades para a interpretação devido ao ainda pobre conhecimento espectral da atividade solar em ondas eletromagnéticas estendendo-se das ondas submilimétricas ao infravermelho próximo. Este projeto propõe o diagnóstico da atividade solar permitindo, pela primeira vez, observações simultâneas em ondas submilimétricas, no infravermelho médio com elevada cadência, complementado por patrulhamento em ondas milimétricas (45 e 90 GHz) para preencher o vazio de dados espectrais entre as bandas de micro-ondas e sub-THz. As observações solo propostas são inéditas e terão importância crucial para complementar fotometria solar em terahertz considerada por nova missão espacial. (AU)
Matéria(s) publicada(s) na Revista Pesquisa FAPESP sobre o auxílio:
Descoberto intenso brilho infravermelho em explosão solar

Publicações científicas
(Referências obtidas automaticamente do Web of Science e do SciELO, por meio da informação sobre o financiamento pela FAPESP e o número do processo correspondente, incluída na publicação pelos autores)
KUDAKA, A. S.; CASSIANO, M. M.; MARCON, R.; CABEZAS, D. P.; FERNANDES, L. O. T.; HIDALGO RAMIREZ, R. F.; KAUFMANN, P.; DE SOUZA, R. V. The New 30 THz Solar Telescope in So Paulo, Brazil. SOLAR PHYSICS, v. 290, n. 8, p. 2373-2379, AUG 2015. Citações Web of Science: 0.
KLOPF, J. MICHAEL; KAUFMANN, PIERRE; RAULIN, JEAN-PIERRE; SZPIGEL, SERGIO. THE CONTRIBUTION OF MICROBUNCHING INSTABILITY TO SOLAR FLARE EMISSION IN THE GHz TO THz RANGE OF FREQUENCIES. ASTROPHYSICAL JOURNAL, v. 791, n. 1 AUG 10 2014. Citações Web of Science: 5.
ZAITSEV, V. V.; STEPANOV, A. V.; KAUFMANN, P. On the Origin of Pulsations of Sub-THz Emission from Solar Flares. SOLAR PHYSICS, v. 289, n. 8, p. 3017-3032, AUG 2014. Citações Web of Science: 4.
Por favor, reporte erros na lista de publicações científicas escrevendo para: cdi@fapesp.br.
X

Reporte um problema na página


Detalhes do problema:
CDi/FAPESP - Centro de Documentação e Informação da Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo

R. Pio XI, 1500 - Alto da Lapa - CEP 05468-901 - São Paulo/SP - Brasil
cdi@fapesp.br - Converse com a FAPESP