Auxílio à pesquisa 17/50205-9 - Agricultura de precisão, Agricultura sustentável - BV FAPESP
Busca avançada
Ano de início
Entree

Monitoramento de sistemas integrado lavoura-pecuária por meio de sensoriamento remoto e agricultura de precisão para uma produção mais sustentável - rumo a agricultura de baixo carbono

Processo: 17/50205-9
Linha de fomento:Auxílio à Pesquisa - Temático
Vigência: 01 de julho de 2018 - 30 de junho de 2022
Área do conhecimento:Ciências Agrárias - Engenharia Agrícola
Convênio/Acordo: NWO
Pesquisador responsável:Paulo Sergio Graziano Magalhães
Beneficiário:Paulo Sergio Graziano Magalhães
Pesq. responsável no exterior: Ramon F. Hansen
Instituição no exterior: Delft University of Technology (TU Delft), Holanda
Instituição-sede: Núcleo Interdisciplinar de Planejamento Energético (NIPE). Universidade Estadual de Campinas (UNICAMP). Campinas, SP, Brasil
Pesquisadores principais:Jansle Vieira Rocha ; Rubens Augusto Camargo Lamparelli
Assunto(s):Agricultura de precisão  Agricultura sustentável  Sensoriamento remoto  Pastagens  Lavoura  Pecuária 

Resumo

O objetivo do estudo proposto é fornecer apoio ao programa brasileiro de agricultura de baixo carbono relacionado à sustentabilidade do ponto de vista da eficiência do uso da água, da produtividade e da qualidade do solo, explorando as capacidades dos dados de sensoriamento remoto e análise de precisão da agricultura. Este programa, criado em 2010, visa reduzir as emissões de gases de efeito estufa em 160 milhões de toneladas de dióxidos de carbono equivalentes anualmente até 2020 (CGIAR, 2017). Três principais medidas propostas incluem a estimulação de sistemas integrados de colheita-pecuária-silvicultura (ILPF), a recuperação de 15 milhões de pastagens degradadas em sistemas agrícolas mais produtivos e a fixação biológica de nitrogênio (EMBRAPA, 2017, IPAM, 2012). Através de dados de sensoriamento remoto e agricultura de precisão, buscamos comparar a eficiência do uso da água, a produtividade da biomassa e a qualidade do solo dos sistemas ILPF com os sistemas de produção agrícolas e de pastagens convencionais. A análise baseada em dados de sensoriamento remoto tem a vantagem única de determinar estados quantitativos e qualitativos (específicos para esta proposta) de processos relacionados com a agricultura em grandes áreas e longas séries temporais com altas resoluções espaciais. Os dados de sensoriamento remoto podem ser analisados em combinação com parâmetros de qualidade do solo. Essas análises podem ser usadas para delinear os benefícios de sustentabilidade relacionados aos sistemas ILPF e estimar o potencial de recuperação de pastagens (degradadas). Consequentemente, as autoridades brasileiras podem usar essas informações para reavaliar o sucesso e o potencial do programa e estimular o uso dos recursos oferecidos pelo Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (MAPA) pelos agricultores para adotar as medidas do programa através da disseminação dos nossos científicos e estudos de caso. (AU)

Mapa da distribuição dos acessos desta página
Para ver o sumário de acessos desta página, clique aqui.